Demonstração de superioridade de Fernando Gaviria na Vuelta a Burgos

O 2º dia da Vuelta a Burgos começou, como já referimos, com menos 3 ciclistas que ontem. A UAE-Team Emirates mandou Juan Sebastian Molano, Cristian Munoz e Camilo Ardila para casa e assim a equipa ficou bastante desfalcada no apoio a Fernando Gaviria. A fuga foi composta principalmente por equipas espanholas, com Riccardo Verza, Joel Nicolau, Francisco Galvan, Angel Fuentes e Alessandro Fedeli.




Este último era o maior perigo para a geral, estando no top 20 à partida da jornada e o pelotão controlou sempre a escapada de perto, tão perto que a 15 kms do final foi apanhado o último resistente, Joel Nicolau. A aproximação à meta depois de uma colina foi bastante rápida, em descida, com a CCC e a Groupama-FDJ na frente.

Apesar de estar a vaguear entre comboios, Fernando Gaviria conseguiu uma colocação brilhante para a última curva, logo atrás de Arnaud Demare. Uma queda por parte de Enrique Sanz partiu o pelotão e com uma superioridade incrível Fernando Gaviria lançou o seu sprint, ganhou bastantes metros e festejou, mostrando que está em grande forma depois de superar a COVID-19. Arnaud Demare ficou em 2º e Sam Bennett fechou o pódio. Felix Grosschartner manteve a liderança, João Almeida caiu alguns lugares visto que não há bonificações na Vuelta a Burgos




, , , , , , ,