Esteban Chaves prolonga contrato com a Mitchelton-Scott

O colombiano da equipa Mitchelton-Scott renovou contrato por mais duas épocas. Ele que está na equipa australiana desde 2014, tendo sido transferido da Team Colombia, equipa pro continental.

Chaves encontra-se à procura da redenção, ele que atravessou um período complicado na sua carreira. Teve um início de ano de 2018 promissor, onde ganhou uma etapa e geral da Herald Sun Tour, tendo ganho também uma etapa do Giro de Itália. Depois disso não correu mais devido a uma doença que contraiu. Fez o seu retorno em 2019, onde ganhou mais uma etapa do Giro de Itália, passado mais de um ano sem ganhar (muito devido à doença)! Foi uma vitória emocional, em que o ciclista “rugiu” de raiva pelo que tinha sido o ano transato.



Até agora o ciclista leva apenas uma vitória neste ano, mas ainda tem a oportunidade de surpreender na Lombardia, prova que já ganhou por uma ocasião.Leva 15 vitórias em toda a sua carreira, incluindo duas etapas na La Vuelta e três no Giro. No Giro de 2016 fechou em segundo lugar na geral individual, apenas atrás de Nibali e no mesmo ano acabou na terceira posição da Vuelta, fazendo este claramente um ano memorável para o ciclista. Isto torna-o um dos ciclistas mais acarinhados na Colombia e é fácil perceber o porquê.



A equipa da Mitchelton-Scott vai manter-se praticamente igual em 2020, tendo apenas saído Matteo Trentin para a CCC. Entraram Kaden Groves e Barnabás Peák da SEG Racing Academy, Alexander Konychev da Dimension Data for Qhubeka e Andrey Zeits da Astana. Recentemente a equipa renovou com Mikel Nieve e na vertente feminina prolongaram contrato com Grace Brown e Lucy Kennedy.

Três ciclistas que prolongaram contratos:

Alexander Cataford- Israel Cycling Academy

Ramunas Navardauskas e Mauro Finetto- Delko Marseille Provence

 

, , , , , ,