Groenewegen mostra-se recuperado e dá a 3ª à Jumbo-Visma

Uma etapa bem longa e que se esperava calma foi isso mesmo, um passeio durante grande parte da jornada com somente Yoann Offredo e Stephane Rossetto à frente do pelotão. No entanto vários ciclistas foram sofrendo quedas, talvez devido à descontracção em demasia. Tejay van Garderen foi quem ficou mais maltratado, com várias escoriações no rosto, mas Nicholas Roche ou Mike Teunissen também foram ao chão.



O duo quase foi alcançado depois da passagem pelo sprint intermédio, quando o pelotão acelerou numa zona de vento lateral e deixou Daniel Martin e Nairo Quintana momentaneamente em apuros. Com toda a naturalidade a escapada foi anulada a 12 kms da meta, com Yoann Offredo a ser o último sobrevivente.

Wout van Aert fez um trabalho impressionante e esticou bastante o pelotão na aproximação à meta e voltou a ser a Deceuninck-Quick Step a aparecer na frente no último quilómetro, ainda com 3 elementos à frente de Viviani. Só que desta vez o italiano não conseguiu concretizar mais um excelente lançamento, Dylan Groenewegen foi o primeiro a iniciar o sprint e colheu os frutos, vencendo diante de Caleb Ewan e de Peter Sagan, com Viviani somente em 6º.





, , , , , , , ,