Herrada derrota Bardet em duelo titânico e vence no mítico Mont Ventoux

Uma competição diferente, uma clássica com final no mítico Mont Ventoux. O pelotão não foi de luxo, mas foi muito competente e tinha em Romain Bardet o cabeça de cartaz. A fuga que marcou a jornada foi composta por Brice Feillu, Alex Aranburu, Remy Rochas, Angelo Tulik e Mario Gonzalez, com as principais equipas a controlarem sempre este quinteto à distância.




Feillu e Aranburu foram os últimos resistentes, entrando com 25 segundos nos últimos 15 kms, à frente de um pelotão liderado pela Cofidis e pela Ag2r La Mondiale. O ritmo elevado da Ag2r La Mondiale alcançou os fugitivos e partiu completamente o grupo, reduzindo-o a cerca de 15 unidades. Sergio Samitier ainda tentou sair mas pagou a factura pouco depois.

Finalmente a cerca de 9 kms da meta surgiu a ofensiva do grande favorito, Romain Bardet, com o francês a ter reacção imediata de Jesus Herrada, o duo ganhou uma boa vantagem sobre Rein Taaramae. Romain Bardet foi tentando, com ataques sucessivos especialmente nos últimos 3 quilómetros, no entanto nada quebrou o espanhol da Cofidis.




A 500 metros do final Jesus Herrada lançou um ataque verdadeiramente demolidor, distanciando rapidamente Romain Bardet. O ciclista espanhol venceu então a primeira edição do Mont Ventoux Challenge, diante de Bardet e de Rein Taaramae.

, , , , ,