Jovem da Team Sunweb com lesão muito grave após colisão com um carro

Domingo, dia 6 de Outubro. Com partida e chegada em Oggiono, disputou-se a Piccolo Lombardia, a versão sub-23 do Giro di Lombardia que tinha na Madonna del Ghisallo a sua subida mais dura. Edo Maas estava lá, em representação da equipa de desenvolvimento da Team Sunweb.

Na tentativa de recolar num grupo na descida desta sempre complicada subida, já com 126 quilómetros percorridos, aconteceu um grave acidente que viria a mudar a vida do jovem holandês. Um carro entrou na caravana de forma indevida, e pelos relatos de outro ciclista, saía de um caminho e não viu Maas nem Edouard Bonnefoix, fazendo a trajetório em linha reta, colidindo com o holandês.



De imediato foi transportado para um hospital em Milão, onde foi logo sedado, devido às múltiplas lesões que tinha sofrimento, principalmente fraturas no pescoço, costas e face. Após alguns dias e muitas cirurgias, voltou a acordar, estando logo consciente de tudo o que lhe acontecera.

Já se adivinhava uma recuperação complicada no entanto as piores notícias surgiram no dia de hoje, quando se soube, através de um comunicado da Team Sunweb que a fratura nas costas levou a que Edo Maas perdesse o nervo que liga às pernas, levando à paraplegia da parte inferior do seu corpo. Dificilmente irá voltar a andar mas a esperança, apesar de pouco, ainda existe.



No mesmo comunicado, a Team Sunweb pediu à UCI para “tornar a segurança das equipas e dos ciclistas em corridas uma prioridade no futuro”, numa semana que “foi muito difícil para a equipa.”

Perde-se mais um talento por um trágico acidente. Com apenas 19 anos, Edo Maas já se tinha destacado bastante enquanto júnior. Vencedor da versão júnior da E3 Harelbeke em 2017 e 3º no ano passado, para além de 4º no Paris-Roubaix júnior 2018 e 6º na La Philippe Gilbert. Um bom corredor de clássicas que esta temporada estava na equipa de desenvolvimento da Team Sunweb e onde ainda iria correr em 2020.



, , ,