Juan Molano imparável nos sprints do Tour Colombia 2.1

A etapa no Tour Colombia 2.1 foi anormalmente animada, e para isso muito contribuiu a parte inicial da tirada bem conturbada em termos orográficos. Egan Bernal esteve mesmo ao ataque na companhia de mais 4 ciclistas, mas acabaria anulado pelas equipas rivais. Formou-se então um quarteto, com Felix Baron, Sebastian Henao, Simon Pellaud e Oscar Sevilla, o ciclista da Medellin já tinha estado na tentativa anterior.




Com o desgaste acumulado estes 4 corredores muito trabalho deram ao pelotão, nomeadamente à EF Pro Cycling. Alcançados a cerca de 20 kms da meta, a partir daí foram as equipas dos sprinters a tomar as rédeas do grupo.

A parte final também foi animada por um ataque solitário de Santiago Buitrago, que Bob Jungels tratou de anular, no meio de mais um grande lançamento da Deceuninck-Quick Step. Bert van Lerberghe colocou Alvaro Hodeg numa posição perfeita só que o ciclista da equipa belga foi novamente suplantado nos metros finais, com nova vitória para Juan Molano, seguido de Edwin Avila e de Hodeg. O melhor elemento da Efapel foi Rafael Silva, no 26º posto. Jonathan Caicedo mantém a liderança.



, , , , , , , ,