Neste dia em … 2014 – O golpe final de Nairo Quintana

2014 marcou um Giro d’Itália em que os candidatos à vitória eram muitos. Ivan Basso, Michele Scarponi e Damiano Cunego eram os antigos vencedores presentes, com Joaquim Rodriguez, Cadel Evans, Rigoberto Uran e Nairo Quintana a serem outros dos grandes candidatos.



Uma primeira fase da Corsa Rosa viu a Orica-GreenEDGE dominar, com Svein Tuft e Michael Matthews a liderarem na primeira semana. Cadel Evans seguiu a senda australiana antes de Rigoberto Uran vencer o longo contra-relógio de Barolo e assumir a liderança. À entrada para a última semana, a rosa estava no corpo do ciclista da Quick-Step mas tudo ia mudar logo após o dia de descanso.

Numa etapa monumental, com muita neve, Nairo Quintana atacou no Passo del Stelvio, a mais de 70 quilómetros da chegada, seguiu na companhia de Ryder Hesjedal e, no final vencia a tirada. Uma diferença colossal com o colombiano a ganhar 4:11 a Uran e a saltar para a liderança com 1:41 de vantagem. Que reviravolta! Tudo isto nos leva à etapa que recordamos hoje.



Crono-escalada no Monte Grappa, Quintana parte de maglia rosa e com o favoritismo. E o ciclista da Movistar não desiludiu! Mais uma exibição de luxo de El Condor que vencia numa tirada na semana final do Giro, desta vez com 17 segundos para Fabio Aru e 1:26 para Rigoberto Uran, o que fazia alargar a diferença na geral para o seu compatriota para mais de 3 minutos.

Estava sentenciado o Giro e a primeira Grande Volta da carreira de Nairo Quintana, aos 24 anos. Uma semana final de luxo valia história para o pequeno ciclista colombiano da Movistar.





, , , , , ,