Vuelta a San Juan terá de novo 1 equipa portuguesa em 2020

Numa altura em que o Clube Ciclismo de Tavira é das poucas equipas Continentais em Portugal que ainda não deu qualquer novidade oficial sobre a próxima temporada uma coisa é certa. A época de 2020 da formação algarvia começará novamente na Argentina, na Vuelta a San Juan, tal como em 2019.




A notícia foi avançada pela organização da prova argentina aquando da apresentação oficial da corrida. A equipa portuguesa, ainda denominada pela organização de Sporting/Tavira, apesar da muito provável saída do Sporting Clube de Portugal do projecto, será uma das 24 equipas presentes na Vuelta a San Juan. De recordar que em 2019 o Sporting/Tavira esteve em destaque particularmente com o russo Aleksandr Grigorev, que terminou em 13º da geral a menos de 2 minutos do vencedor Winner Anacona. Ainda esteve presente em algumas fugas e ataques.

A prova argentina volta a reunir um pelotão de luxo, com 6 equipas World Tour presentes: Bora-Hansgrohe, UAE Team Emirates, Movistar, Deceuninck – Quick Step, Cofidis e Israel Cycling Academy. Garantidas estão as presenças de Peter Sagan, Julian Alaphilippe, Remco Evenepoel e Fernando Gaviria. Equipas Profissionais Continentais serão 5: Androni-Giocattoli, Bardiani, Neri Sottoli, Fundacion Euskadi e Rally Cycling.




Do mesmo escalão do Tavira estão mais 8 equipas, 5 delas argentinas, a Amore Vita da Letónia e as colombianas GW Shimano e Medellin (de Oscar Sevilla). Por fim, também vão alinhar as seleções nacionais da Argentina, Itália, Uruguai e Rússia numa prova que terá 7 etapas e 8 dias, com uma jornada de descanso a meio e que decorre entre 26 de Janeiro e 2 de Fevereiro.

Admitindo a mais que provável saída do Sporting Clube de Portugal do projecto o Clube Ciclismo de Tavira continuará na estrada, com Vidal Fitas no comando da equipa. Sofrerá uma redução orçamental, algo que não terá assim tanto impacto já que Rinaldo Nocentini, Nicola Toffali e Tiago Machado são saídas confirmadas e o resto do plantel deve manter-se sem grandes alterações. José Mendes e Aleksandr Grigorev, confirmados pela organização argentina, bem como Alejandro Marque estão certos para 2020, enquanto que Frederico Figueiredo ainda é dúvida. 7º na Volta a Portugal 2019 antes de ser forçado a abandonar, o ciclista de 28 anos ainda estará no mercado, não tem contrato assinado para 2020 e é um alvo “apetecível” dada a sua qualidade na montanha.



, , , , , ,