Antevisão da 10ª etapa da Volta a Portugal

A 81ª edição da Volta a Portugal vai ser decidida ao segundo e a Avenida dos Aliados será o palco de consagração do novo vencedor da Grandíssima!



Percurso

O Porto volta a receber o final da Volta a Portugal, com um contra-relógio de cerca de 20 kms que começa na outra margem do Rio Douro, em Vila Nova de Gaia.

O percurso é bastante ondulado, não há praticamente 1 metro plano, os puros especialistas não vão gostar nada. Ora vejamos, primeiro há 1600 metros a 4,5%, depois até Santo Ovídio ée 2100 metros a 4,1%, ainda há que subir a Rua das Fontaínhas (300 metros a 10%) e por fim a subida em empedrado até aos Clérigos, que tem 1100 metros a 5,8%. O final é na Avenida dos Aliados.

 

Favoritos

Tal como nos últimos anos devem ser os homens da geral a ocupar os primeiros lugares, com um ou outro puro especialista a intrometer-se.

João Rodrigues recuperou hoje o segundo que o afastava da camisola amarela e o que ainda lhe deve dar mais confiança para amanhã. Não é um contra-relogista puro mas sabe-se que este tipo de esforços no final das provas beneficia muito mais os homens da geral. Tem evoluído muito e já no ano passado foi 2º no contra-relógio final.



Gustavo Veloso tem feito uma Volta a Portugal de grande nível, cedendo apenas nas últimas etapas, algo que consideramos normal devido à idade do galego. Mesmo assim, está ainda perto na geral e num dia super pode sonhar com mais um triunfo. É sempre muito forte nos contrarrelógios da Volta e ainda tem alguma explosão.

 

Outsiders

A camisola amarela pode dar asas a Joni Brandão que evoluiu bastante nesta especialidade. Sendo um contra-relógio duro, são boas notícias para o ciclista da Efapel que pode colocar toda a sua potência nas subidas e recuperar algo do possível tempo perdido na fase mais plana.

Edgar Pinto tem atacado muito nos últimos dias, endurecendo muito a corrida, trabalhando em prol da sua equipa. Não é um especialista, no entanto as subidas curtas e explosivas são perfeitas para o corredor da W52/FC Porto.

Alejandro Marque fez uma grande etapa hoje e amanhã é a sua derradeira chance para alinhavar uma etapa e garantir o triunfo que o Sporting/Tavira tanto procura. Ainda é um dos melhores contra o cronómetro em Portugal e parece em muito boa forma.



 

Possíveis surpresas

Ricardo Mestre tem sido um dos ciclistas mais combativos das últimas etapas, sempre nas fugas e puxando no pelotão, mostrando grande disponibilidade física. É presença habitual entre os primeiros nos contra-relógios. Aleksandr Grigorev, Tiago Machado, Nikolay Mihaylov e Sérgio Paulinho costumam andar bem em contra-relógios e são sempre opções válidas para os primeiros lugar. Ciclistas como Daniel Silva e João Benta também se defendem bem em percursos duros. Nas equipas estrangeiras, Oscar Sevilla, Thibault Guernalec e Gian Friesecke devem ser os únicos a puderem intrometer-se nos primeiros lugares.

 

Super-Jokers

Os nossos Super-Jokers são António Carvalho e Christian Montoya.



, , , , ,