Carlos Salgueiro vence em Portalegre na consagração de Emanuel Duarte

A derradeira etapa da Volta a Portugal do Futuro em tudo fazia lembrar mais uma tirada da Volta ao Alentejo deste ano, com os quilómetros finais a serem parecidos aos que os elites fizeram em março. 122,8 quilómetros em torno de Portalegre com as subidas de São Mamede e Cabeça de Mouro nos derradeiros 20 quilómetros.



Muitos foram os ataques no início de etapa com 17 elementos a escaparem do pelotão, estando entre eles António Ferreira, Carlos Salgueiro, Edgar Cordeiro, Marco Vieira, Pedro José Lopes e Leangel Liñarez. Mesmo sem nenhum perigo para a geral, a LA Alumínios/LA Sport assumiu as despesas na frente do pelotão, nunca deixando ganhar mais de 2:45.

Foi já na aproximação a São Mamede que a fuga se começou a dividir em vários grupos, onde Carlos Salgueiro ganhou logo alguma vantagem, partindo para uma aventura em solitário. O ciclista da Sicasal/Constantinos aproveitou a vantagem que a fuga tinha e, apesar da dureza que ainda estava pela frente, pedalou para a vitória. Após ter sido 3º e 2º ontem, a vitória sorriu ao português.



Todos os restantes elementos da fuga foram alcançados e foram os homens do pelotão a discutirem os seguintes lugares, com a LA Alumínios/LA Sport a destacar-se em relação às restantes. Gonçalo Leaça e Emanuel Duarte foram os mais fortes e pedalaram juntos até à meta, celebrando o triunfo na classificação geral. Este duo chegou a 43 segundos, menos 3 que João Barbosa e Pedro Miguel Lopes.

Na classificação geral, Emanuel Duarte confirmou o triunfo na Volta a Portugal do Futuro, que liderou no início até ao fim. Pedro Miguel Lopes, que ganhou a juventude, foi 2º a 1:10 e Tiago Leal 3º a 2:00. Gonçalo Leaça triunfou nos pontos, Carlos Salgueiro na montanha e a UD Oliveirense/InOut Build ganhou por equipas.

, , , , , , , ,