Está completo o elenco de 4 ciclistas portugueses para a Vuelta 2019

A Movistar avança para a Vuelta com uma equipa portentosa, adoptando uma estratégia semelhante à do Tour, com 3 líderes. Alejandro Valverde, Nairo Quintana e o vencedor do Giro, Richard Carapaz fazem parte de uma equipa que conta ainda com Marc Soler, Antonio Pedrero (2 trepadores), Jorge Arcas, Imanol Erviti e o português Nelson Oliveira. Será a 11ª presença do português de 30 anos numa Grande Volta, a 5ª na Vuelta, ele que já foi muito feliz nesta competição em 2015, quando ganhou 1 etapa. É também uma grande prova de confiança da equipa, pela primeira vez desde que está na Movistar fará 2 Grandes Voltas numa época.



Ruben Guerreiro regressou de lesão após a queda no Criterium du Dauphine com bons resultados, foi 15º no Tour de Wallonie e 16º no BinckBank Tour, uma corrida com muito nível. Agora fará a sua primeira Grande Volta da carreira, aos 25 anos de idade. E logo na prova que teoricamente, melhor assenta nas suas características de “puncheur”, com os seus muros curtos e inclinados. Ruben Guerreiro terá a companhia de uma equipa sem grandes nomes: Daniel Navarro, Steff Cras, Matteo Fabbro, Enrico Battaglin, Viacheslav Kuznetsov, Willie Smit e Pavel Kocketkov, todos estarão a pensar na conquista de 1 etapa.

A Burgos BH escolheu a experiência para alinhar naquela que vai ser a prova mais importante do ano para eles. Todos aqueles com alguma experiência a este nível foram selecionados. Um desses corredores foi Ricardo Vilela, o transmontano de 31 anos prepara-se para a sua 3ª Vuelta, depois de 2015 pela Caja Rural e 2017 pela Manzana Postobon. A temporada está a ser complicada, tirando os Nacionais ainda não integrou o top 20 em nenhuma corrida.



Quanto a Nuno Bico, junta-se a Ruben Guerreiro nos estreantes nas Grandes Voltas. Com passagens pela Rádio Popular-Boavista, Klein Constantia e Movistar é outro corredor com falta de resultados até agora esta época, algo que se estende a praticamente toda a equipa. Curiosamente uma das poucas vitórias foi obtida por José Neves no Troféu Joaquim Agostinho, ele que ficou de fora da Vuelta 2019. Ricardo Vilela e Nuno Bico terão a companhia de Jetse Bol, Diego Rubio, Angel Madrazo, Jesus Ezquerra, Oscar Cabedo e Jorge Cubero.

Para já uma das surpresas foi a não inclusão de Amaro Antunes nos escolhidos da CCC para a Vuelta, principalmente tendo em conta que o ciclista português estava escalonado e que preparou a corrida em estágios de altitude. Resta saber a razão por detrás desta não selecção, se a equipa ficou descontente pelos resultados obtidos na Volta a Polónia ou se está relacionado com a situação contratual do português.


, , , , , ,