Finalmente Anna van der Breggen é campeã mundial de contra-relógio

A versão possível dos Campeonatos do Mundo de 2020 tiveram o seu início no dia de hoje. As senhoras abriram as hostilidades, com a prova de contra-relógio individual, com Amber Joseph, dos Barbados, a dar o tiro de partida em Imola.



O primeiro tempo digno de registo foi feito por Emma Norsgaard, com 41:42, uma marca que ainda iria ficar longe dos primeiros lugares. Grace Brown retirava 21 segundos ao tempo da dinamarquesa, naquele que foi o melhor registo, se retirarmos de cena as grandes especialistas e candidatas às medalhas.
A efetuar o seu primeiro contra-relógio da temporada, a campeã do Mundo Chloe Dygert estava a voar, uma vez que no ponto intermédio passava com 27 segundos de vantagem para Marlen Reusser e 36 para Anna van der Breggen. A quase 1 minuto já estava Lisa Brennaeur e. a 1:01 Ellen van Dijk.




Parecia que tudo seria um passeio para a norte-americana no entanto o impensável aconteceu. Numa descida, Dygert perdeu o controlo da sua bicicleta, tendo uma queda muito feia, passando por cima dos rails de proteção. Estava, novamente, aberta a luta pelo título mundial.
Ellen van Dijk registava 40:51, com uma segunda parte de contra-relógio muito rápida, que a fez ultrapassar Brennaeur, que terminava a 13 segundos. Reusser fazia, também ela, o melhor tempo, gastando menos 15 segundos no entanto a outra holandesa presente, Anna van der Breggen também voou na segunda parte. A ciclista de 30 anos recuperava os 9 segundos de atraso e ainda conseguiu terminar com 15 de vantagem.
Triunfo impressionante e inesperado para Van der Breggen que conquistou um dos poucos títulos que lhe faltava na carreira, depois de quatro segundos lugares no currículo.

, , , , , , , ,