Frederico Figueiredo domina no Montejunto e conquista 3º Troféu Joaquim Agostinho

Dia de todas as decisões no Grande Prémio de Torres Vedras/Troféu Joaquim Agostinho, com a chegada ao Alto do Montejunto a ser o palco da luta final pela classificação geral da prova portuguesa. Mais uma “saída à portuguesa”, com a fuga a formar-se já com 50 quilómetros percorridos. Samuel Blanco, José Mendes, Oscar Pelegri, Sergio Martín e Antonio Angulo foram os primeiros aventureiros, a quem mais tarde se juntaram Micael Isidoro, Rúben Simão, Yuval Bem Moshe e Jacobus Jooste.



Com muitos interesses no pelotão, maioritariamente comandado por Rádio Popular-Paredes-Boavista e pela Glassdrive-Q8-Anicolor, a fuga resistiu até aos 14 quilómetros finais, já depois da passagem pelo Parque Eólico d Carvoeira, com Angulo a ser o derradeiro resistente.

Sabendo que ainda tinha algum tempo para recuperar, Frederico Figueiredo decidiu atacar de longe, a 6 quilómetros do fim, já em plena ascensão do Montejunto. Com uma grande exibição, o ciclista da Glassdrive-Q8-Anicolor pedalou para um triunfo autoritário, vencendo com 44 segundos de vantagem para Joan Bou e 49 para José Manuel Diaz e Jonathan Lastra. Tiago Antunes foi 5º a 53 segundos.




Devido a estas enormes diferenças, Frederico Figueiredo arrebatou a camisola amarela no dia final, conquistando o Troféu Joaquim Agostinho pelo 3º ano consecutivo! O domínio do trepador nacional foi tão evidente que também venceu a classificação por pontos e da montanha. No pódio da geral ainda terminaram Joan Bou, a 46 segundos e Tiago Antunes a 56.
João Medeiros venceu a juventude, fruto do 14º lugar final, e Márcio Barbosa venceu as metas volantes. A Caja Rural-Seguros RGA ganhou por equipas.

, , , , , , , ,