Luís Gomes triunfa na Serra do Larouco, Joni Brandão chega à liderança

Quando o pelotão passou na meta volante de Vinhais, ao quilómetro 25, já a fuga se tinha formado. Omer Goldstein, Brice Feillu, Alvaro Quadros, Leandro Oyola, Marco Tizza, David Livramento, Mathias Reutimann, Luis Gomes, Hugo Nunes, Filipe Cardoso, Juan Filipe Osorio e Hugo Sancho foram alargando a diferença até chegar aos 10 minutos. A vantagem era preocupante, o melhor colocado dos fugitivos era Brice Feillu, a menos de 7 minutos da liderança.



A subida para Torneiros veio mudar ligeiramente a corrida, a Aviludo-Louletano tomou conta do pelotão e retirou 3 minutos à fuga, reduzindo o grupo principal para cerca de 30 unidades. A equipa algarvia deixou a frente de corrida após a subida, o pelotão voltou a aumentar e voltou a ser a W52-FC Porto a assumir a corrida até à entrada na Serra do Larouco, onde a fuga começou com 6 minutos de vantagem.

A cerca de 7 quilómetros do final, Álvaro Cuadros atacou na fuga no entanto o espanhol não aguentou e 5 quilómetros do fim via-se ultrapassado por Hugo Sancho, Mathias Reutimann, Luís Gomes e Brice Feillu. Já com muito nevoeiro, e sem Feillu no grupo, decidiu-se a vitória. Luís Gomes arrancou muito forte e ninguém conseguiu acompanhar o líder da montanha que somou a primeira vitória da temporada no segundo ponto mais alto de Portugal Continental. A 2 segundos, Hugo Sancho bateu Reutimann no sprint pelo 2º lugar.



Entre os favoritos, a cara só mudou a 3 quilómetros do fim, quando a Aviludo-Louletano voltou a pegar na corrida, num pelotão que tinha apenas os favoritos à vitória na Volta. Os ataques só surgiram já no quilómetro final, com Joni Brandão a arrancar fortíssimo, cavando logo um fosso para os seus rivais. João Rodrigues, Frederico Figueiredo e Henrique Casimiro eram os seus mais diretos perseguidores mas ninguém se conseguiu aproximar do ciclista da Efapel que voou por entre o nevoeiro. Brandão ganhou 11 segundos a João Rodrigues, 15 a Frederico Figueiredo, 26 a Henrique Casimiro, 31 a João Benta e David Rodrigues, 35 a Vicente Garcia de Mateos e 41 a Gustavo Veloso.

Com tudo isto, Joni Brandão é o novo camisola amarela da Volta a Portugal, com 1 segundo de vantagem para João Rodrigues. A 15 segundos, no 3º lugar, está o anterior líder Gustavo Veloso, com De Mateos e Casimiro a fecharem o top 5, a 31 e 46 segundos, respetivamente.

Foto: Volta a Portugal



, , , , , ,