Marc Hirschi estreia-se a ganhar em 2021 e rouba a liderança da Volta ao Luxemburgo a João Almeida

Etapa mais dura desta Volta ao Luxemburgo, um dia muito complicado, com um circuito final muito duro, coincidindo com uma chegada no topo do Cote de Eschdorf (3,1 kms a 7,2%). Kenny Molly, Sebastian Schonberger, Adam de Vos e Kamil Gradek formaram a pequena fuga do dia, com Deceuninck-QuickStep, UAE Team Emirates e Groupama-FDJ a dividirem as despesas de perseguição.



A fuga aguentou na frente até aos 30 quilómetros para o fim, ainda passou na frente a primeira passagem pelo Cote de Eschdorf mas na segunda ascensão a esta subida já era o grupo dos favoritos quem estava na frente. Em nova passagem pela meta havia sprint bonificado e João Almeida foi buscar 3 segundos, contra 2 de Quintana e 1 de Hirschi.

Na descida que se seguiu Anthony Turgis atacava e, com os riscos que o francês tomava na descida, entrava na frente na subida final, no entanto o trabalho de várias equipas fez anular a fuga do ciclista da TotalEnergies ainda no começo da mesma.



UAE Team Emirates entrou a todo o gás, o pelotão partiu e isto levou ao distanciamento de Marc Hirshci, Nairo Quintana e Davide Formolo. Atrás, tinha que ser João Almeida a rebocar todo o grupo e vendo o aproximar do grupo Hirschi atacou a 2 quilómetros do fim.

A um ritmo muito forte, o suíço da UAE Team Emirates não foi perdendo tempo mesmo com os ataques de David Gaudu no grupo perseguidor, onde já só estavam João Almeida, Thibaut Pinot, Davide Formolo e David de la Cruz. Com um final em ligeira descida, ninguém apanhou Hirschi e a vitória estava entregue! Primeiro triunfo da temporada para o helvético, o grupo de João Almeida a chegar a 8 segundos, com o português a ser 2º e Gaudu 3º.



Na classificação geral, Marc Hirshci é o novo líder da Volta ao Luxemburgo, com 4 segundos de vantagem para João Almeida e 19 para David Gaudu.

, , , , , ,