Persistência na montanha vale vitória de raiva a Arnaud Demare em Pau

Havia a sensação que esta era a última oportunidade de vitória numa fuga para os grandes roladores, portanto nos primeiros 20 quilómetros a luta foi muita, e no final dessa batalha ficaram na frente Matthew Hayman, Luke Durbridge, Niki Terpstra, Guillaume van Keirsbulck e Thomas Boudat. O pelotão, liderado pela Groupama-FDJ e pela Team UAE Emirates manteve sempre o controlo sobre este quinteto e a situação esteve estável até aos 105 kms para a meta, quando quase simultaneamente houve uma queda colectiva onde Nairo Quintana esteve envolvido e a Trek-Segafredo lançou um ataque coordenado, com Michael Gogl a levar Jasper Stuyven e Sep Vanmarcke na sua roda. No entanto, esta tentativa ficou por isso mesmo, uma tentativa, graças à reacção célere no grupo principal.
Os 5 da frente entraram nos 30 quilómetros finais com 50 segundos de avanço. Os fugitivos foram alcançados logo a seguir à contagem de montanha de 4ª categoria, onde houve alguns ataques. A partir daí começaram os comboios do sprint a tentarem organizar-se, com a Bora-Hansgrohe a mandar na frente do grupo. O final foi muito técnico, os comboios neutralizaram-se e foi Arnaud Demare a lançar o sprint final. Demare tinha na sua roda Christophe Laporte e conseguiu segurar a ponta final do seu compatriota para ganhar a 18ª etapa do Tour. Laporte ficou em 2º e Alexander Kristoff quedou-se pelo 3º posto.

 Brendan Gaunce Authentic Jersey golden goose outlet

, , , , , ,