Simon Yates vence etapa final, Jay Vine resiste e leva para casa o Tour Down Under

Com os 3 primeiros da geral separados à partida por 15 segundos e um percurso ondulado para encerrar este Tour Down Under esperava-se uma jornada bem animada na Austrália. Os primeiros quilómetros foram marcados por uma chuva de ataques, com destaque para Luke Plapp, Mikkel Honoré, a tentar defender a liderança da montanha, e Michael Matthews, a tentar defender a liderança por pontos. Finalmente após 30 kms formou-se uma fuga digna desse registo, com Michael Hepburn, Paul Lapeira, Marc Brustenga, Francois Bidard, Victor Lafay, Samuel Gaze, Ben Swift, Timo Roosen, Johan Jacobs, Chris Hamilton, Mathis Le Berre, Matthew Dinham e Marco Haller.

Este grupo era perfeito para a UAE Team Emirates, nenhum grande perigo para a geral e a ficarem na frente roubavam as bonificações. Por isso mesmo teve de ser a Bahrain-Victorious a assumir a perseguição no grupo principal e a manter os fugitivos debaixo de mira. A penúltima passagem pelo Mount Lofty reduziu substancialmente o pelotão e a 30 kms da meta a fuga inicial era apanhada. Schachmann tentou, Cattaneo também, ambos chegaram a estar fugidos e a Team Jayco deu tudo por tudo para uma ofensiva derradeira de Simon Yates, utilizando até Michael Matthews para tal.




Dentro dos últimos 5 quilómetros Rohan Dennis tentou a sua sorte e André Carvalho também mexeu na corrida. Uma queda algo estranha afastou Sean Quinn e Milan Vader e finalmente a cerca de 2 kms surgiu o ataque fulminante de Simon Yates. O britânico deu tudo por tudo, sempre fora do selim, mas não foi capaz de deixar Jay Vine para trás e hoje também Ben O’Connor conseguiu seguir na roda. Sabendo que não tinha sprint para ganhar e que a bonificação o faria subir lugares na geral o ciclista da Ag2r ajudou e deixou o sprint para Yates e Vine, com o corredor da Jayco a triunfar num sprint apertado face ao vencedor da classificação geral.

António Tiberi ainda tentou chegar à frente, mas sem sucesso e o primeiro do grupo principal com cerca de 20 unidades foi o norueguês Sven Erik Bystrom. Vine levou a geral com 11 segundos sobre Yates e 27 sobre Bilbao, Magnus Sheffield já ficou a praticamente 1 minuto, ficando com a classificação do melhor jovem. Michael Matthews e Mikkel Honoré ficaram com os pontos e com a montanha, respectivamente. André Carvalho foi hoje 46º a 2:15 e terminou a corrida no 104º posto.

 

 

, , , , , , , , ,