Mikel Iturria faz o impensável e Euskadi-Murias repete feito de 2018

Depois do contra-relógio uma etapa de transição que parecia perfeita para a fuga, o terreno ondulado misturado com a incerteza do cenário para a chegada levaram a que uma escapada de 14 elementos se formasse, com Jorge Arcas, Francois Bidard, Gorka Izagirre, Lawson Craddock, Damien Howson, Amanuel Ghebreigzabhier, Ben O’Connor, Matteo Fabbro, Angel Madrazo, Alex Aranburu e Mikel Iturria, mais tarde também Remi Cavagna, Jonathan Lastra e Benjamin Thomas se viriam a juntar à frente da corrida.




A vantagem para o pelotão foi crescendo, só a Jumbo-Visma passava pela frente e a 60 kms da meta já se aproximava dos 10 minutos. A etapa começou a decidir-se na contagem de 2ª categoria, a corrida foi muito atacada aí e formaram-se grupo atrás de grupos, com Izagirre, Aranburu e Craddock em destaque. A 25 kms do final houve novo reagrupamento, somente sem O’Connor e Madrazo.

Foi sensivelmente nessa altura que surgiu o ataque de Mikel Iturria e o espanhol da Euskadi-Murias entrou na última pequena inclinação com 40 segundos de avanço. Houve novamente muitos ataques no grupo perseguidor destacando-se Howson, Craddock, Lastra, Bidard e Ghebreigzabhier. Este quinteto entrou nos últimos 5 kms a 12 segundos de Iturria e ia apanhando o basco perto do quilómetro final.




A aproximação final era muito rápida e já não alcançaram Mikel Iturria, que assim somou o primeiro pódio e primeira vitória da sua carreira profissional, aos 27 anos. No sprint pelo 2º lugar Jonathan Lastra superou Lawson Craddock. O pelotão chegou a mais de 17 minutos e não houve alterações de maior na classificação geral.

, , , , , , , ,