Imparável Sam Bennett consegue o hat-trick em Aalter

Novo dia plano no Binck Bank Tour, que continua por terras belgas. Desta vez, um setor de empedrado, a ser passado por 3 vezes, vinha, possivelmente, animar a etapa no entanto isso não impediu que uma fuga se formasse e que as equipas dos sprinters (Jumbo-Visma, Bora-hansgrohe e Deceuninck-QuickStep) tomassem conta das operações. Na frente estavam Viacheslav Kuznetsov, Laurens de Vreese, Jan-Willem van Schip e Aaron Verwilst.



Como tem vindo a ser hábito, a vantagem nunca tem passado os 2 minutos e meio só que, ao contrário das restantes tiradas, esta fuga foi alcançada ainda à falta de 70 quilómetros da chegada, devido ao trabalho da Lotto Soudal. Nesse momento, aparecia a chuva e atacavam Stijn Steels, Guillaume Van Keirsbulck e Harry Tanfield, que formavam a nova frente de corrida, que nunca chegou a ter mais de 1 minuto.

A passagem pelo setor de empedrado foi feita com relativa tranquilidade, ao contrário do esperado, apenas com destaque para furos de Soren Kragh Andersen e Oliver Naesen que, rapidamente, conseguir voltar ao pelotão. A Team Jumbo-Visma pegou no pelotão e anulou a fuga a 3500 metros da chegada e, aí, apareceu, novamente a Bora-hansgrohe.



Já dentro do quilómetro final, aconteceu uma queda que cortou muito o pelotão, reduzindo a luta pela vitória a poucos ciclistas mas onde estavam os grandes favoritos. Jasper Philipsen foi o primeiro a arrancar, Dylan Groenewegen saiu da sua roda que nem uma flecha e atrás do holandês vinha Sam Bennett. Estes dois lutaram taco a taco pela vitória que, com um melhor lançamento de bicicleta sorriu ao campeão irlandês mas por poucos milímetros. Desta forma, Bennett somou a 3ª vitória consecutiva e é cada vez mais líder do Binck Bank Tour.





, , , , , ,