Manzana Postobon garante os primeiros reforços para 2019

2018 foi uma excelente temporada para a Manzana Postobon, conseguindo 11 vitórias, todas elas na China e com Juan Sebastian Molano a conseguir 7 delas. Com o sprinter colombiano de saída para a UAE Team Emirates, a formação Profissional Continental tinha que contratar um nome importante e assim o conseguiu.



Depois de 3 temporadas na Katusha, Jhonatan Restrepo prepara-se para voltar a casa e correr pela Manzana Postobon, onde será, com toda a certeza uma das principais figuras da equipa. Ciclista muito completo, já que passa bem a média montanha e as colinas, tendo uma boa ponta final em grupos reduzidos, Restrepo é sinónimo de bons resultados. 10º no Tour Down Under e 4º na Cadel Evans Great Ocean Road Race são alguns resultados de relevo que mostram a polivalência do ciclista de 23 anos.

Outro ciclista experiente a regressar à Colômbia é Daniel Jaramillo. Com um perfil semelhante ao de Restrepo, Jaramillo é um corredor que passa ainda melhor a montanha, podendo ser considerando um trepador com uma boa ponta final. Nos Estados Unidos desde 2014, correu pela United HealthCare as últimas 3 temporadas. Conta com vitórias em etapa no Tour of the Gila e na Volta ao Japão, a geral da Volta a Hungria e um 2º posto no Tour de Langkawi, para além de muitos top 10 em provas do calendário norte-americano.




Omar Mendoza é um ciclista conhecido pelo pelotão nacional, ele que tem como única vitória na carreira uma etapa no GP Beiras e Serra da Estrela conseguida no ano passado, ao serviço da Team Bolivia. Este ano correu pela Medellin, terminando em 7º a Vuelta a San Juan. Os restantes dois reforços da equipa chegam, também, da Colômbia e de equipas colombianas. Diego Ochoa tem 25 anos e é mais um ciclista rápido, que passa bem as pequenas dificuldades. Por fim, Carlos Quintero é um ciclista mais experiente, já esteve na Team Colombia, e aos 32 anos, será um dos corredores que tentará ensinar os mais jovens.

, , , , , , ,