Nelson Oliveira renova e fica na Movistar até 2021

Nelson Oliveira é um dos contra-relogistas de topo mundial mais regulares desta geração. Com a renovação anunciada hoje pela Movistar o corredor luso irá cumprir, pelo menos, 6 temporadas na formação espanhola e um total de 11 no World Tour. Está nesse escalão desde 2011, quando assinou pela Radioshack, e ainda conta com a passagem de 2 épocas pela Lampre-Merida.




4 vezes campeão nacional de contra-relógio, campeão nacional de estrada em 2014, já foi 7º, 5º e 4º nos Campeonatos do Mundo de contrarrelógio, em 2014, 2018 e 2017, respectivamente. É também um dos poucos ciclistas portugueses com triunfos em Grandes Voltas, festejou na Vuelta em 2015 com um ataque de longe. É um dos elementos chave da Movistar e a equipa reconhece isso mais uma vez com esta prolongação do vínculo.

Bela notícia para Portugal e para o ciclismo português, mas a Movistar anunciou um total de 7 renovações, confirmando que aposta na manutenção de algum núcleo duro. Um deles foi Jose Joaquin Rojas, de 34 anos, e que já está a estrutura desde 2007, outro ainda bem experiente (32 anos) e que está a fazer um grande Tour é Andrey Amador, 4º no Giro 2015, está na Movistar desde 2009.




Depois há alguma juventude, Antonio Pedrero foi uma surpresa muito positiva e contribuiu imenso para o triunfo de Richard Carapaz no Giro, também renova até 2021, e o mesmo se aplica a Hector Carretero, com Jorge Arcas também a garantir a manutenção por mais 2 temporadas. Por fim Lluis Mas comprovou que é um ciclista muito completo e após o prémio que foi a subida a World Tour em 2019 vai lá ficar pelo menos até 2021.

, , , , , , , , ,