Finalmente Andre Greipel!

Entrada no fim-de-semana decisivo da Tropicale Amissa Bongo com mais uma etapa plana, no entanto esta tinha uma pequena armadilha na chegada a Oyem. Uma colina de 1000 metros a 5,8% aparecia na frente dos ciclistas a apenas 3500 metros da chegada e que podia partir o pelotão. De certo modo isso aconteceu mas são contas que já vamos fazer.



Ao contrário dos outros dias, a fuga de hoje foi bastante pequena, com Jayde Julius, Temesgen Buru e o incansável Marco Frapporti. Este trio entrou nos últimos 50 quilómetros com 3 minutos de vantagem, para um pelotão onde a Arkéa Samsic e a Direct Energie eram as equipas que trabalhavam.

A fuga vendeu cara a derrota, resistindo até aos 3000 metros finais mas aquela colina acabou por pesar nas pernas dos ciclistas escapados. Tal como tinha acontecido nas restantes 5 etapas, preparava-se mais uma chegada ao sprint.



No final, a história não foi a mesma dos outros dias. Depois de tantas vezes a bater na trave e ver os seus adversários ganhar, Andre Greipel levantou os braços pela primeira vez na temporada e pela primeira vez ganhou pela sua nova equipa, a Arkéa Samsic. O Gorilla foi o mais forte no sprint final derrotando o campeão argelino Youcef Reguigui e o francês Lorrenzo Manzin.

Niccolo Bonifazio foi 7º classificado mas mantém a liderança da Tropicale Amissa Bongo antes da última etapa. Lorrenzo Manzin está a 16 segundos e Andre Greipel a 20, pelo que só um grande percalço tirará a vitória ao italiano.





, , , , , ,