Menu da semana #17 [03/06/19 – 19/06/19]

O Giro terminou mas o ciclismo não para! Hoje e amanhã serão dois dias bastante mais calmos, só com a Volta aos Camarões no entanto a partir de quarta-feira voltamos a ter competição por toda a Europa. Durante 5 dias, o Luxemburgo recebe a sua volta e este ano tem um atrativo especial. A W52-FC Porto estará presente com Gustavo Veloso, Raul Alarcon, Tiago Ferreira, Daniel Mestre, Samuel Caldeira, Angel Sanchez e Francisco Campos.



Uma prova de 5 dias que começa com o tradicional prólogo noturno nas ruas da cidade do Luxemburgo. Seguem-se 4 etapas em linha onde as pequenas subidas deverão marcar as diferenças na classificação geral, com destaque para as etapas 2 e 4. Andrea Pasqualon vai tentar defender o título, tendo a concorrência de nomes como Jonathan Hivert, Benjamin Declercq, Jesus Herrada e Maurits Lammertink.

França acolhe, a partir de quinta-feira, a Boucles de la Mayenne, uma prova que se costuma decidir ao segundo, devido à existência de um prólogo e de 3 etapas com finais propícios ao sprint. Mathieu van der Poel ganhou as últimas duas edições, numa prova onde Domingos Gonçalves estará presente. O Tour of Bihor decorre na Roménia, competição que tem sido dominada pela Androni, onde já ganharam Egan Bernal e Ivan Sosa. Noutro tipo de conceito, no fim-de-semana, corre-se a segunda etapa da Hammer Series, em Limburgo.



O World Tour regressa no domingo com a primeira etapa do Criterium du Dauphine, uma previsível chegada ao sprint onde Sam Bennett será um dos grandes favoritos. Uma das últimas provas antes do Tour de France, servirá para afinar os motores da maioria dos ciclistas. Como sempre, no seu devido tempo, será publicada a antevisão. No mesmo dia, corre-se o Gran Premio Città di Lugano, na Suíça.

Se na Europa o ciclismo só começa na quarta-feira, em Portugal, na terça-feira, começa mais uma edição do Grande Prémio Jornal de Notícias, uma das provas mais importantes do calendário nacional. Tudo começa em Monção com um prólogo de 6200 metros, seguindo-se 7 etapas em seis dias, com sexta-feira a ter um duplo setor, incluindo um curto contra-relógio coletivo. Destaque para o contra-relógio individual coincidente com a subida à Senhora da Assunção no sábado e uma dura chegada a Gondomar na segunda-feira, dia da última etapa, que irá marcar a classificação geral.


, , , , , ,