Seissa/KTM/Bikeseven em França para competir ao mais alto nível

Face ao parco calendário português no escalão de juniores, as principais estruturas deste escalão estão a competir exclusivamente no estrangeiro neste momento. É algo perfeitamente normal e que tem acontecido nos últimos anos, mas que esta temporada se transformou numa necessidade imperiosa.



Dias 22 e 23 de Agosto a Seissa/KTM/BikeSeven irá competir na Boucles de L’Oise, em França. A equipa de Barcelos vai alinhar com Flávio Maurício, Ruben Silva, Ricardo Machado, Marcelo Gabriel, Victor Paula e Gonçalo Martins na prova que tem 2 dias e 3 etapas. Sábado são 112,5 kms a percorrer depois no Domingo há jornada dupla, com um contra-relógio individual de 15,8 kms de manhã e 83,1 kms em linha à tarde.

A Boucles de L’Oise costuma ser disputada neste formato e foi ganha por Alex Baudin em 2019 e por Frederik Eriksen em 2018, sendo que em 2018 Leo Hayter foi 3º, ele que agora está na equipa sub-23 da Sunweb. Na prova gaulesa vai estar um pelotão internacional com algumas das melhores equipas do Mundo, ao todo são 26 equipas, 8 delas estrangeiras. Até ao final do mês a equipa também participará na Clássica Guipuskoa, em Espanha

Esta participação é fundamental e a equipa portuguesa de certa forma encaminha-se para o desconhecido, é a única equipa que ainda não competiu depois da paragem prolongada. Isto porque em Portugal ainda não houve qualquer prova de juniores e até ao final da época apenas estão previstos 2 (sim 2!!!) dias de competição, o Campeonato Nacional de Rampa e o Campeonato Nacional de contra-relógio. A menos que alguma associação, como a Associação de Ciclismo do Minho realize algum Grande Prémio, corre-se o risco de não haver qualquer prova de fundo de juniores em Portugal no resto do ano.



Já de 30 de Julho a 2 de Agosto a Bairrada tinha competido em Espanha, na Vuelta al Besaya, uma competição bastante dura e competitiva, com um pelotão completo, onde para além da formação portuguesa apenas foi convidada a Monaco Junior Team fora de Espanha. A Bairrada alinhou com João Silva, Tomás Martins, João Leite, Edgar Sousa, Pedro Crispim e Miguel Marques.

No primeiro dia os ciclistas portugueses chegaram integrados no grupo principal, a 2:08 da frente, com excepção de João Paulo Silva, que ficou a 1:51 do vencedor. Juan Ayuso foi o dominador das 3 primeiras etapas, mas na última apareceu Arnau Gilabert, da Kometa U19, para levar de vencida a corrida. João Paulo Silva acabou por ser o melhor elemento da Bairrada na geral, finalizando em 18º. Tomás Martins foi 28º, Edgar Sousa ficou em 31º e Pedro Crispim em 33º.

 

Foto: Seissa/KTM/BikeSeven



, , , ,