Volta ao Alentejo 2019 com percurso e equipas definidas

Foi apresentada, no dia de hoje, mais uma edição da Volta ao Alentejo. A 37ª edição da competição 2.2 será em tudo semelhante à do ano passado, não só no número de quilómetros (802,1 quilómetros), bem como no número de etapas (5 etapas, sendo uma com dois setores).




O primeiro dia será o mais longo de todos, com um total de 208,1 quilómetros, entre Montemor-o-Novo e Moura. Com apenas uma contagem de montanha, os sprinters deverão estar na discussão, numa chegada em ligeira subida.

Nova oportunidade para os sprinters surge no dia seguinte, na ligação entre Mértola e Odemira (182,8 quilómetros). Mora deve, ao que tudo indica, receber nova chegada ao sprint, já que os 176,5 quilómetros a percorrer no 3º dia, após partida de Santiago do Cacém, existem apenas das contagens de montanha de 4ª categoria.

Depois é tempo de jornada dupla, de manhã 74,3 kms em linha entre Ponte-de-Sor e Portalegre, na tirada com mais dificuldades montanhosas. A ascensão ao Cabeço de Mouro, uma autêntica parede de 1,5 kms a 12,5%, é o grande atrativo da etapa, à qual se segue uma rápida descida de quase 12 kms Portalegre. Da parte da tarde há o contrarrelógio individual em Castelo de Vide, são 8400 metros, mas o perfil não é fácil, tem uma subida de 1800 metros a 7.7%, logo ao início.




A Volta ao Alentejo 2019 termina, tal como as últimas edições, em Évora, com 152 kms que ligam Portalegre à capital do Alentejo Central. Os últimos 500 metros da etapa, no centro de Évora (Praça do Giraldo), têm 6% de inclinação média, sendo feito no tradicional empedrado. Um percurso bastante interessante, seguindo o modelo do ano passado.

Relativamente às equipas presentes na “Alentejana”, estarão presentes 18 formações diferentes, sendo 2 Profissionais Continentais, 15 Continentais e 1 Seleção, destacando-se as ausências das equipas de clube portuguesas.




Do escalão Profissional Continental, estarão presentes Euskadi Basque Country-Murias e W52-FC Porto, juntando-se às restantes 8 equipas Continentais Portuguesas (Aviludo-Louletano, Efapel, LA Alumínios-LA Sport, Miranda-Mortágua, Rádio Popular-Boavista, Sporting-Tavira, UD Oliveirense-InOutBuild e Vito-Feirense-PNB). Do Reino Unido chegam Seleção Sub-23 e Team Wiggins , Angola representa-se com a BAI-Sicasal-Petro de Luanda, o Luxemburgo com Differdange-Geba, a UNO-X representa a Noruega, a Swiss Racing Academy  a Suíça e, por fim, a Lokosphinx  a Rússia.

Foto: João Fonseca




, , ,