2021, o ano em que o “Míssil da Ilha de Manx” voltou a reinar entre a elite do sprint!

Os nossos leitores decidiram e elegeram Mark Cavendish como o melhor sprinter de 2021. Num total de 352 votos (obrigado pela participação) o britânico da Deceuninck-QuickStep recebeu 177 votos, contra os 66 de Jasper Philipsen e 60 de Wout van Aert, que, mais uma vez, completou o pódio.

Num ano onde não existiu um grande sprinter a dominar durante toda a temporada, a escolha recaiu sobre o vencedor da camisola verde do Tour de France e o protagonista de uma das histórias mais incríveis da temporada. Perto do abandono e sem resultados de relevo nas últimas temporadas, “Cav” voltou à equipa de Patrick Lefevere para conquistar 10 vitórias.



O início de temporada mostrou os primeiros ameaços de Mark Cavendish em regressar aos triunfos, algo que viria a acontecer em Abril, quando venceu 4 etapas na Volta a Turquia! Em junho venceu na Volta a Bélgica e, a poucos dias do Tour de France, era confirmada a sua presença, em substituição de Sam Bennett.

Cavendish dominou os sprints conquistando 4 triunfos e venceu a camisola verde. A enorme exibição em França resultou no igualar das 34 vitórias de Eddy Merckx na Grande Boucle e, com alguma sorte, a 35ª poderia ter surgido. Depois da Volta a França esteve mais discreto, os bons resultados não apareceram com tanta regularidade, no entanto ainda foi a tempo de vencer o Sparkassen Munsterland Giro, uma das suas últimas competições da temporada.



Com 36 anos, o futuro de Mark Cavendish ainda está em aberto. Ao que tudo indica, o “Míssil da Ilha de Manx” deve renovar com a Deceuninck-QuickStep no entanto o regresso às grandes vitórias de Fabio Jakobsen podem fazer com que a hierarquia volte a ser alterada pois Patrick Lefevere não terá receio de o fazer.

, , , , , ,