Alex Aranburu finalmente dá a 1ª vitória do ano à Astana

Primeira etapa em linha desta Volta ao País Basco e para além do terreno acidentado os ciclistas teriam de superar as baixas temperaturas. 7 elementos foram para a fuga e aqueceram bem rápido: Quinten Hermans, Martijn Tusveld, Kevin Vermaerke, Ben Gastauer, Jon Irisarri, Oscar Cabedo e Mikel Iturria. Este grupo nunca teve mais de 4 minutos de avanço, primeiro a Jumbo-Visma e a Movistar a partir dos 70 kms para o final controlarem sempre de perto.




Dentro dos 50 kms finais Kelderman ficou envolvido numa queda, Guillaume Martin avariou já perto da última contagem de montanha e o pelotão lutou bastante por entrar bem colocado nesta parte da subida, o que levou a quase apanhar a fuga no sopé da subida. Oscar Cabedo foi o último da fuga a ser apanhado, Jefferson Cepeda foi o primeiro a mexer no pelotão, mas o primeiro grande ataque foi de David Gaudu, logo seguido por Tadej Pogacar.

Richard Carapaz caiu a meio da subida durante esta ofensiva e isso foi crucial para que Gaudu e Pogacar ganhassem espaço, espaço que foi fechado por Michael Woods. A 2 kms para o final da subida Schachmann atacou e levou com ele Roglic, Higuita e McNulty. O quarteto chegou a ter 12 segundos de avanço, só que Pello Bilbao reagiu e levou o grupo dos favoritos até à frente na descida.




Ficaram na frente da corrida cerca de 30 ciclistas, houve alguma hesitação e Alex Aranburu aproveitou para se isolar. O basco voou autenticamente na descida e aproveitou que o grupo dos favoritos também era liderado por Esteban Chaves. Aramburu entrou na rampa final com praticamente 30 segundos e aguentou a liderança face a um pelotão que estava a recuperar. Omar Fraile foi o mais forte no sprint pelo 2º lugar, com Tadej Pogacar a fechar o pódio.

Na classificação geral Primoz Roglic ainda é o líder, mas agora tem 5 segundos sobre Aranburu, 6 sobre McNulty e 24 sobre Pogacar.

, , , , , , ,