Quinn Simmons engana os sprinters e vence 3ª etapa da Vuelta a San Juan

Terceiro dia de Vuelta a San Juan, etapa com partida e chegada ao Autodrómo de Villicum, num dia sem dificuldades com exceção da aproximação à meta. Cinco ciclistas sul-americanos formaram a modesta fuga do dia, com o pelotão a controlar sempre de perto a mesma, de forma a evitar surpresas. Soudal-QuickStep, Movistar e BORA-hansgrohe marcaram o ritmo do grande grupo durante todo o dia, anulando a escapada à falta de 35 quilómetros para a meta.



O grupo seguiu agrupado até aos quilómetros finais e foi já no falso plano que levava ao Autodrómo de Villicum que começaram os ataques, com Simone Bevilacqua a andar algum tempo isolado antes da chegada à pista. Com estradas largas, mas também com muitas curvas, o pelotão foi alongando, com o vento a fazer-se sentir.

Não havia nenhum comboio a dominar a chegada e, aproveitando esta situação, Quinn Simmons desferiu um forte ataque já dentro do quilómetro final. O jovem norte-americano ganhou uma pequena vantagem, Maximiliano Richeze tentou fechar o espaço, no entanto o ciclista da Trek-Segafredo não mais foi apanhado, aguentando a aproximação do argentino e também dos sprinters, que chegavam a alta velocidade.



Triunfo para Simmons, o primeiro do ano para si e para a Trek-Segafredo! Richeze foi 2º e o líder Sam Bennett completou o pódio, reforçando a liderança da Vuelta a San Juan. O irlandês tem 6 segundos de vantagem para Fabio Jakobsen, a grande ausência dos primeiros lugares de hoje.

, , , , , , ,