Recordar é viver … Joaquim Agostinho faria hoje 77 anos

Faria hoje 77 anos o grande Joaquim Agostinho. Um autêntico fora de série, é considerado por muitos o melhor ciclista português de todos os tempos. Iniciou-se tarde na modalidade, mas cedo se viu que o seu talento era especial. Participou no Tour por 13 ocasiões, terminou 12 vezes e sempre que terminou finalizou no top 15. Foi mesmo 3º em 1978 e 1979, tendo também feito 2º na Vuelta em 1974.




Etapas em Grandes Voltas foram 7 ao todo, 4 no Tour (2 em 1969, 1 em 1973 e 1 em 1979, esta no mítico Alpe d’Huez) e 3 na Vuelta (2 em 1974 e 1 em 1975). Quando correu em Portugal arrasou. Ganhou a Volta a Portugal em 1970, 1971 e 1972. Quantas tiradas ganhou nestas 3 edições? É verdade que a Volta tinha mais dias, mas acumulou 17 etapas!

Agostinho correu numa época de grandes campeões, que ainda hoje entram para a história por muitos motivos. Apanhou o final do reinado de Eddy Merckx e correu contra Bernard Thevenet, Bernard Hinault ou Joop Zoetemelk, sendo sempre um outsider contra os franceses ou os belgas, que tinham muitas alianças internas. Como se pode ver pelos resultados era um ciclista de Grandes Voltas, com um motor enorme na montanha e no contra-relógio.




Acabaria por falecer aos 41 anos, quando representava o Sporting – Raposeira, já numa fase final da carreira. Representou o Sporting no primeiro e no último ano como profissional. Foi vítima de um traumatismo craniano, consequência de uma queda sofrida na 5ª etapa da Volta ao Algarve. Vestido de amarelo, na chegada a Quarteira um cão atravessou-se à frente a apenas 300 metros da meta e caiu. Ainda terminou a etapa, mas viria a falecer a 10 de Maio de 1984, depois de várias intervenções cirúrgicas que não tiveram o desejado resultado.

 

, , , , , , , ,