Wout van Aert vence duelo de titãs e conquista Taça do Mundo de Ciclocrosse

Dia de todas as decisões na Taça do Mundo de Ciclocrosse com a última das 5 provas, a de hoje em Overijse. Só a vitória interessava a Mathieu van der Poel que, depois, devia esperar que Wout van Aert fizesse 3º ou pior.Num percurso muito duro, com sobe e desce constante o duelo que todos aguardavam começou a desenhar-se logo na primeira volta.



Holandês e belga deixaram os seus rivais para trás bem cedo, passaram com 15 segundos de vantagem para Thomas Pidcock. Na segunda volta Van der Poel e Van Aert atacavam-se mutuamente mas foi um furo na roda da frente a estragar os planos ao campeão do Mundo. Alheio a isto, o campeão belga da Jumbo-Visma passava com 11 segundos de avanço para o seu rival na segunda passagem pela meta.

A diferença foi mantendo-se mais ou menos estável, com pequenas oscilações nas voltas seguintes. Na 6ª das 8 voltas, Van der Poel forçou muito o ritmo, chegou a estar a 5 segundos mas voltava aos 11 em nova passagem pela meta. Na luta pelo 3º posto seguiam, juntos, Michael Vanthourenhout e Thomas Pidcock.



A volta que se seguiu foi desastrosa para o ciclista da Alpecin-Fenix, já que caiu duas vezes, vendo a sua diferença para Van Aert aumentar para 50 segundos à falta de apenas uma volta. O líder da Taça do Mundo continuou imparável e fazia mais uma volta de alto nível, celebrando a vitória em Overijse após 1:05:57 de prova.

Mathieu van der Poel chegava a 1:03, mas para recordar fica mais um duelo incrível entre estes dois “monstros” do ciclismo. Thomas Pidcock fechou o pódio a 2:07. Esta vitória garantiu a Wout van Aert o triunfo na geral da Taça do Mundo, repetindo os feitos alcançados em 2015/2016 e 2016/2017.



, , , , , , ,