Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel ataca 2021 com 4 reforços

A época de 2021 aproxima-se a passos largos e a equipa do Atum General/Tavira/Maria Nova Hotel já tem o plantel formado e completo. Apesar de se manter praticamente dois terços dos ciclistas, há mudanças muito importantes a assinalar, num elenco que ganha opções noutro tipo de terrenos.



O nome mais sonante que foi apresentado hoje é o de Gustavo Veloso, vencedor da Volta a Portugal em 2014 e 2015 e 2º classificado na edição deste ano. Já sem opção de liderar a W52/FC Porto nos últimos anos, o galego decidiu sair para aquela que muito possivelmente será a sua última época como ciclista profissional. Irá dividir as responsabilidades de liderança na prova com Alejandro Marque, um grande amigo com quem já se tinha cruzado noutras equipas.

A formação de Tavira fez-lhe uma proposta atractiva financeiramente e esta contratação destina-se a suprir a falta de Frederico Figueiredo, que está de saída. O único problema é que agora a equipa fica com 2 líderes com características muito parecidas, ambos muito fortes no contra-relógio, mas mais débeis na alta montanha e as outras formações sabem que não podem levar a corrida a ritmo.



Num plantel que claramente ganha opções, há uma aposta no futuro, começando por Emanuel Duarte, vencedor da classificação da juventude na Volta a Portugal em 2019, sendo que nessa temporada também arrecadou a Volta a Portugal do Futuro. É um trepador com um grande motor, que se adapta melhor às subidas longas, sempre inconformado, espera que a temporada lhe corra melhor que em 2020, um ano marcado por muitas quedas e azares.

Quem também se destacou em 2019 foi o puncheur Rafael Lourenço, ao ser da Oliveirense-InOutBuild na altura, ele que aos 23 anos reforça a equipa algarvia. Foi 8º no G.P.J.N, tendo ganho a juventude, 13º no G.P.Abimota, 3º na juventude da Volta a Portugal com 1 vitória de etapa a fugir-lhe por pouco e ainda foi 9º na Volta a Portugal do Futuro, onde ganhou 1 jornada. Sendo um corredor explosivo, é perfeito para pequenos topos. Este é um regresso uma vez que Rafael Lourenço já representou a equipa em 2016.



O último reforço será o espanhol Samuel Blanco Prol, que já passou pelo ciclismo português em 2017, ao serviço da LA Alumínios. Em 2020 representou a Super Froiz, tendo sido, como é seu apanágio, um dos melhores no calendário amador espanhol. Trata-se de um bom rolador, que terá um papel importante na ajuda aos colegas.

Transitam de 2020 para 2021 Alexander Grigorev, David Livramento, Alejandro Marque, Alvaro Trueba, Ruben Simão, Valter Pereira e César Martingil.



, , , , , , , ,