Mathieu van der Poel vence duelo de titãs e conquista Volta a Flandres!

Dia de Ronde! Para muitos a clássica mais aguardada da temporada por isso a luta pela fuga foi intensa até que Gregor Muhlberger, Gijs van Hoecke, Samuele Battistella, Dimitri Peyskens, Danny van Poppel e Fabio van den Bossche conseguiram formar a fuga do dia.



Jumbo-Visma, Deceuninck-QuickStep e Trek-Segafredo marcavam o ritmo no pelotão, a fuga chegou a ter mais de 8 minutos mas a 50 quilómetros do fim era alcançada. Pelo meio, Edvald Boasson Hagen, Tim Wellens e Michal Kwiatkowski atacaram e várias quedas foram acontecendo, com nomes como Jasper Stuyven, Wout van Aert e Sep Vanmarcke a irem ao chão.

A 50 quilómetros do fim, após passagem pelo Paterberg, Julian Alaphilippe atacava com Dries Devenyns, era alcançado e voltava à carga alguns quilómetros depois, levando consigo Mathieu van der Poel. Sozinho, Wout van Aert fez a ponte para o duo na frente, num grupo perseguidor que estava reduzido a 18 ciclistas.



A 34 quilómetros do fim, quando o trio da frente começava a alargar a sua vantagem acontecia o impensável, com Julian Alaphilippe a embater contra uma moto e a ficar muito maltratado no chão. Alheios a isto, Van Aert e Van der Poel colaboravam muito bem e aumentar a sua vantagem para 1:15à entrada do Oude Kwaremont. No grupo perseguidor, estavam nomes como Oliver Naesen, Alexander Kristoff, Kasper Asgreen, John Degenkolb e Dylan Teuns.

Oude Kwaremont e Paterberg passaram-se sem ataques, com Van Aert e Van der Poel a trabalharem para distanciarem a concorrência e discutirem a corrida entre si. O entreolhar só apareceu no último quilómetro, com o campeão holandês a fazê-lo sempre na frente.



O grupo perseguidor aproximava-se, via-se ao fundo, mas a luta estava na frente. Van Aert arrancou a 200 metros do fim, Van der Poel não se deixou surpreender, os dois colocaram-se lado a lado mas o holandês nunca se deixou ultrapassar pelo seu rival e, em cima da meta vencia o seu primeiro Monumento da carreira! Van Aert era 2º e, no grupo perseguidor, Alexander Kristoff completava o pódio. 36 anos depois a família van der Poel volta a vencer a Volta a Flandres!

, , , , , , , , ,