CCC Team troca de austríacos em vésperas de Natal

Os últimos dias foram bastante movimentados nos bastidores da CCC Team. A equipa polaca viu um dos poucos trepadores que tinha contratado sair e foi obrigada a ir ao mercado, tentando reforçar-se o melhor possível com os ciclistas que ainda se encontravam sem contrato.

A 24 de Outubro tornou-se oficial a chegada de Stefan Denifl à CCC Team. O ex-ciclista da Aqua Blue encontrava-se numa situação difícil pois a sua equipa ia acabar e soube-se disso muito tarde no mercado. No entanto, o austríaco de 31 anos, vencedor de uma etapa na Vuelta de 2017, assinou pela equipa polaca.



No dia 23 de Dezembro, já bem perto da meia-noite, a CCC Team emitiu um comunicado onde informava que a equipa e Denifl tinham acordado, de forma mútua, terminar o contrato que os ligava para a temporada de 2019 com o austríaco a invocar razões pessoais para o fazer às quais a equipa polaca acedeu prontamente e desejou o melhor ao ciclista.

Com o plantel mais curto do World Tour, apenas 23 ciclistas, e com a saída de um dos seus trepadores, a CCC Team apressou-se a ir ao mercado. Na manhã do dia 24, a equipa polaca emitiu um comunicado anunciando Riccardo Zoidl como novo ciclista para a próxima temporada, ele que tinha estado presente no último estágio da equipa.



Aos 30 anos, o austríaco está de regresso ao World Tour, depois de ter passado pela Trek-Segafredo entre 2014 e 2016. A passagem pelo World Tour não correu da melhor forma para Zoidl, com este a regressar ao seus país, mas nestas últimas duas temporadas mostrou ter qualidade para mais e melhor, principalmente este ano, onde ganhou a geral do Tour de Savoie Mont Blanc, Volta a República Checa e foi 5º na Volta à Áustria.

Riccardo Zoidl é um trepador bastante competente, que se defende nos contra-relógios. No comunicado da CCC afirmou que “este foi um dos melhores presentes que já teve no Natal. Não estava à espera de receber esta chamada e conseguir o lugar na equipa por isso vou tentar mostrar que mereço estar no World Tour outra vez.”



, , , ,