Clube Ciclismo Tavira aposta no núcleo duro em 2020

Este foi um mercado muito complicado para o Clube Ciclismo Tavira, mas agora finalmente se vê luz ao fundo do túnel. A equipa que já está na estrada há cerca de 40 anos perdeu o patrocínio do Sporting Clube de Portugal, mas ganhou outros como a formação algarvia irá certamente confirmar nos próximos dias.




Quando existe esta indefinição a formação do plantel é sempre difícil e foi esse o caso neste defeso. Ontem, através das redes sociais, a equipa partilhou uma notícia do jornal “O Jogo” que fala precisamente sobre a constituição do elenco para 2020. A situação de Frederico Figueiredo só se resolveu nos últimos dias, o primeiro rumor sobre o ingresso na UDOliveirense/InOutBuild era infundado e o ciclista esteve em negociações com o Feirense, optando por permanecer no Clube Ciclismo Tavira, onde se prepara para cumprir a 4ª temporada. Um trepador puro, dos melhores do pelotão nacional, e que tem também a qualidade de andar bem praticamente o ano todo, já no ano passado liderou a equipa na Volta a Portugal e esta época deve voltar a acontecer a mesma coisa.

Para as provas de 4/5 dias com contrarrelógio Aleksandr Grigorev provou ser em 2019 um perigo, o russo é completo, até possui uma boa final e foi uma das revelações da temporada. Alejandro Marque poderá ser outra opção válida para este tipo de corridas com contra-relógio, continua a ser um excelente especialista que se defende na montanha. No entanto, ainda não é 100% certa a continuidade, rumores vindos de Espanha ainda o apontam como reforço da Kiwi Guerciotti, algo que nos parece improvável.




A outra vertente apostada pela equipa é do sprint. Tal como Frederico Figueiredo, César Martingil também foi apontada à UDOliveirense/InOutBuild, mas ficará pela Algarve, onde liderará a equipa em todas as chegadas em pelotão compacto. Muito explosivo, tem técnica em cima da bicicleta e com mais oportunidades pode tentar dar à equipa o que prometeu no defeso de 2018 quando chegou: muitas alegrias e vitórias.

David Livramento e Valter Pereira fazem parte da “prata da casa”. David Livramento irá para a 15ª temporada com as cores de Tavira e apesar de muitos problemas físicos nas últimas épocas, na Volta a Portugal mostrou bem do que ainda é capaz. Já Valter Pereira vai para a 9ª temporada no clube de Tavira, um gregário que conhece o pelotão nacional como poucos. Alvaro Trueba é também uma ajuda valiosa em todo o tipo de terreno, cumprirá a 3ª época na corrente equipa.

Os jovens que ingressaram na equipa na última temporada provenientes da equipa de formação irão continuar em 2020 depois de pouca quilometragem em 2019. Ruben Simão, Ricardo Martins e Diogo Ribeiro terão mais espaço dada a redução do plantel. O único reforço apontado pelo jornal “O Jogo” é Marcelo Salvador, jovem de 22 anos proveniente da Sicasal/Constantinos, algo que se deve confirmar nos próximos dias. Para já a única informação garantida que temos é que não irá permanecer na equipa do Oeste. De saída estão Tiago Machado para a Efapel, José Mendes para a W52/FC Porto, Rinaldo Nocentini (termina carreira) e Nicola Toffali para a E-Powers.



Foto: PODIUM

, , , , , , , , , , , , , ,