Etapa MONUMENTAL: Enric Mas celebra etapa e o pódio, Simon Yates sela Vuelta 2018

de Gendt a consolidar a liderança na primeira contagem de montanha. Foi na fase final dessa subida e na descida que se formou uma fuga muito forte, com Thomas de Gendt, Rafal Majka, David de la Cruz, Jesus Herrada, Gorka Izagirre, Bauke Mollema, Michael Woods, Amanuel Gebreigzabhier, Michal Kwiatkowski, Nicolas Roche, José Herrada, Vincenzo Nibali, Omar Fraile, Dario Cataldo e Nelson Oliveira.

Este grupo ganhou cerca de 2 minutos, e na segunda subida mais ciclistas se mexeram no pelotão, saíram Fabio Aru, Ilnur Zakarin, Winner Anacona e Pierre Rolland, e pouco depois lançou-se ao ataque Nairo Quintana, tendo o condão de reduzir o grupo principal. Bauke Mollema atacou na frente, foi contra atacado por Thomas de Gendt e o belga passou isolado na frente, com uma curta vantagem sobre Mollema, Woods, Nibali, Kwiatkowski e Majka.

O grupo da frente voltou a crescer na descida e tinha 3:05 a 61 kms da meta, com a Mitchelton a controlar no pelotão. No Coll de Ordino a Astana forçou o ritmo, reduzindo a diferença para 1:30 e restringindo o grupo, tanto que até Ion Izagirre e Tony Gallopin cederam. Tanto Izagirre como Gallopin recolaram na descida. Em Beixalis a Astana entrou com um ritmo diabólico, que levou ao ataque de Miguel Angel Lopez, ele que foi ajudado por Omar Fraile e Dario Cataldo, que vinham na fuga. Na frente destacaram-se Rafal Majka e David de le Cruz, face aos restantes companheiros de fuga.

No último quilómetro desta subida foi feita a junção, graças a Adam Yates, ficaram na frente cerca de 20 unidades. Quintana atacou na descida e a ele juntou-se Miguel Angel Lopez no início da penúltima subida. A 17 kms da meta saltaram Simon Yates e Enric Mas do grupo principal e na descida apanharam Lopez e Quintana. O quarteto ganhou um espaço de 30 segundos até ao início da subida, altura em que Quintana ficou à espera para ajudar Valverde.

Miguel Angel Lopez acelerou a 6.5 kms da meta, só Enric Mas conseguiu seguir e Simon Yates ficou a alguns metros. A 4 kms da meta, no início da parte mais dura, Alejandro Valverde quebrou completamente, ficando a pé, com a companhia de Nairo Quintana. A 2 kms da meta Lopez e Mas tinham 15 segundos sobre Yates e 50 segundos sobre o grupo de Kruijswijk, numa altura em que Uran e Pinot deixaram o holandês para trás.

A luta pela vitória ficou entre Enric Mas e Miguel Angel Lopez e os dois começaram a entreolhar-se nos últimos 500 metros. Entraram a par nos últimos metros, Enric Mas começou a sprintar a 125 metros da meta, fez melhor a última curva e garantiu a maior vitória da carreira e o 2º lugar na classificação geral. Miguel Angel Lopez foi 2º e acabou em 3º na geral. Simon Yates chegou em 3º, a 23 segundos e selou assim a Vuelta 2018, a primeira vitória numa Grande Volta. O duo da Movistar terminou a praticamente 3 minutos, Valverde caiu a 5º e Quintana a 8º na geral.

, , , , ,