Filippo Ganna destrói a concorrência no contra-relógio, Simon Yates garante geral

Já há alguns anos que o Tirreno-Adriatico termina da mesma forma, com um contra-relógio individual de 10 quilómetros em San Benedetto del Tronto. Desta vez houve novo recorde do percurso, e de que forma.




Filippo Ganna foi dos primeiros a partir e assim que chegou havia a certeza que era tempo de vitória. O campeão italiano parou o relógio em 10:42, retirando quase 1 minuto ao anterior líder, Mathias Brandle. Só para terem uma noção da qualidade da performance de Ganna. Nos últimos 5 anos ninguém tinha conseguido baixar da barreira dos 11 minutos, Ganna fê-lo por 18 segundos, com mais de 56 km/h de média!

Ainda faltavam chegar o resto dos favoritos, que até nem fizeram maus tempos, principalmente tendo em conta o historial. Rohan Dennis ficou a 26 segundos do seu colega de equipa, enquanto o vencedor do ano passado, Victor Campenaerts, cedeu 20 segundos para o transalpino. O duo da Groupama-FDJ composto por Tobias Ludvigsson e Benjamin Thomas também baixaram dos 11:20.




Relativamente à classificação geral, o único a conseguir intrometer-se entre os melhores foi Geraint Thomas, que acabou com o 4º melhor registo. Isso valeu ao britânico a subida ao 2º posto na classificação, por troca com Rafal Majka. Wilco Kelderman também fez um bom contra-relógio e ultrapassou Fausto Masnada e Aleksandr Vlasov na luta pelo 4º lugar. Rui Costa foi 33º e Ruben Guerreiro foi 71º hoje, na geral Rui Costa foi 28º e Ruben Guerreiro 39º.

, , , , , , , , ,