Mitchelton-Scott arrisca, mas é Devenyns quem petisca em desfecho inesperado

Ao contrário do que tinha acontecido no dia anterior para a prova feminina, a chuva não marcou presença na Cadel Evans Great Ocean Road Race. Não apareceu a chuva, mas esteve presente o vento, que fez das suas na primeira fase da corrida, partindo o pelotão em diversos grupos, muito devido à ação da Team INEOS. Elia Viviani e Simon Yates estavam para trás, mas depois de muito esforço, conseguiram fazer a junção.



A 140 quilómetros fez-se a fuga do dia. Após terem tentado com 3 ciclistas nos quilómetros iniciais, tendo sido logo apanhados por causa das bordures, desta vez, a Seleção da Austrália teve sucesso e colocou na frente Carter Turnbull e Elliot Schultz. O duo de australianos conseguiu uma vantagem máxima de 6 minutos mas os interesses no pelotão eram muitos.

Deceuninck-QuickStep, Israel Start-Up Nation, Lotto Soudal, Team Ineos, Bora-Hansgrohe e Cofidis tinham outras intenções, trabalhando bastante na frente do pelotão. Na segunda passagem por Challambra Crescent, a 40 quilómetros do fim, Jonas Rutsch, Fabian Lienhard, Alexander Cataford,  Kiel Reijnen e Geoffrey Bouchard fizeram a ponte para a frente onde já só estava Turnbull. Este grupo durou uma volta na frente, sendo caçado em nova escalada a Challambra.

Foi já na descida que a Mitchelton-Scott decidiu mexer com a corrida, formando um grupo de 17 ciclistas na frente, onde havia nomes como Daryl Impey, Elia Viviani e Caleb Ewan. Com 3 gregários, a equipa australiana assumiu a responsabilidade e trabalhou durante uma volta completa na frente do grupo. A ascensão final a Challambra viu Simon Yates lançar um forte ataque, reduzindo o grupo a Jens Keukeleire, Dries Devenyns, Jay McCarthy, Pavel Sivakov, Dylan van Baarle e Daryl Impey.



O grupo manteve-se unido até aos 5 quilómetros finais, altura da última dificuldade do dia, a Melville Avenue. Esta subida decidiu a corrida feminina e também a corrida masculina, já que aí Sivakov atacou e somente Devenyns seguiu o russo. Nunca mais o grupo perseguidor se conseguiu aproximar do duo da frente que discutiu o triunfo entre si. Sivakov entrou na frente, Devenyns estava no sítio certo, arrancando no momento exato para conquistar a vitória na Cadel Evans Great Ocean Road Race. A 4 segundos, chegava o grupo perseguidor, com Daryl Impey a ficar com o lugar mais baixo do pódio. Uma corrida mais dura que viu o pelotão chegar em pequenos grupos, com o top-10 a chegar separado por 25 segundos.

https://twitter.com/wcsbike/status/1223855267215036416



, , , , , , , ,