Sam Bennett mete a 2ª após um lançamento de manual de Michael Morkov

Penúltima etapa no UAE Tour e para uma etapa plana até houve alguma animação. Primeiro pela fuga, Luis Leon Sánchez, Alexey Lutsenko, Attila Valter, Mathieu Ladagnous, Tony Gallopin e Inigo Elosegui tiveram vontade de tentar desfeitear as equipas dos sprinters.



As quedas também marcaram presença e levaram ao abandono de Anthony Roux, Matteo Moschetti e Florian Stork. A fuga manteve uma vantagem a rondar os 3 minutos até que a cerca de 70 quilómetros da meta começaram as tentativas de bordures, com o pelotão a partir em 2. O vento não era forte o suficiente e os pelotões voltaram a juntar-se a 50 quilómetros da chegada.

O trabalho das muitas equipas dos sprinters fez anular a fuga à falta de 25 quilómetros para o fim. Apanhada a fuga, o ritmo no pelotão reduziu drasticamente, o que levou a um ataque de mais um corredor da Astana, desta vez, Dmitriy Gruzdev. A aventura do cazaque durou 15 quilómetros, quando o pelotão já se encontrava na ilha de Palm Jumeirah.



O nervosismo começava a sentir-se cada vez mais nas largas estradas dos Emirados Árabes Unidos e sem nenhuma equipa a conseguir assumir a liderança do pelotão, foi Michael Morkov a guiar, mais uma vez, de forma perfeita, Sam Bennett. O dinamarquês fez um lançamento exemplar, Bennett saiu da roda do seu lançador no momento ideal e, com relativo à-vontade, conquistava a 2ª vitória neste UAE Tour. Elia Viviani foi 2º e um frustrado Pascal Ackermann (saltou-lhe o pé do pedal quando o sprint estava já lançado) foi 3º. Tadej Pogacar teve um dia calmo e mantém a liderança, tal como João Almeida segue no 3º posto da geral.

, , , ,