As transferências confirmadas nos últimos dias

Começamos este artigo de transferências com uma curiosidade bem interessante. Desde 1980 que a actual estrutura da Movistar existe e Gregor Muhlberger será o primeiro austríaco a representar esta estrutura, adicionando assim mais uma nacionalidade ao já vasto leque.




Trata-se de uma grande surpresa visto que Muhlberger parecia completamente estabilizado na Bora-Hansgrohe, que tem um bom lote de austríacos no plantel. Mulhberger começou como estagiário na Bora em 2014 e 2015, após dar nas vistas como sub-23, tendo ganho o Trofeo PIVA e feito 11º na Volta a França do Futuro. A partir daí tem evoluído paulatinamente e desde 2018 que apresenta outro nível competitivo, nesse ano ganhou 1 etapa e terminou em 8º no BinckBank Tour.

Ganhou protagonismo dentro da estrutura alemã no apoio aos principais líderes na montanha, há meses teve oportunidade de brilhar ao ganhar o Sibiu Tour. Veremos qual é a intenção da Movistar ao contratar o jovem de 26 anos, será que a formação espanhola vê em Muhlberger um ciclista capaz de liderar a equipa em provas de 1 semana ou será um reforço para a equipa de apoio aos líderes nas Grandes Voltas? De qualquer das formas achamos que é um bom reforço.

Para 2020 a Bardiani-CSF apresentou, de longe, o plantel mais fraco dos últimos anos e isso está a fazer-se sentir. No entanto, a equipa italiana pretende mudar isso para 2021 e anunciou hoje Kevin Rivera como reforço. O costa-riquenho de 22 anos ingressou na Androni em 2017 e esteve bem em 2019, ganhou o Sibiu Tour, foi 3º no Tour of China II e 9º no Milano-Torino. Fala-se que é um talento com um potencial tremendo, que certamente terá o caminho mais aberto para brilhar em provas que tenham montanha, que é claramente onde se sente mais à vontade.




A Lotto-Soudal continua a apostar em jovens belgas e 2 neo-profissionais vão integrar o plantel em 2021. Sylvian Moniquet representava a formação de desenvolvimento da Groupama-FDJ e é um trepador, seguia em 14º da Volta a França do Futuro em 2019, antes de abandonar e este ano foi 7º na Ronde de l’Isard. Já Xandres Vervloesem tem apenas 20 anos e foi precisamente o vencedor da Ronde de l’Isard, que terminou dia 20 de Setembro. Em 2017 e 2018 obteve excelentes resultados enquanto junior e é um nome a ter em conta no futuro.

O mercado feminino também tem mexido um pouco, especialmente em Espanha. A Movistar oficializou a ligação com Sara Martin, jovem de 21 anos que representa a Sopela Women’s Team desde 2018, foi 2ª nos Nacionais de contra-relógio. Já Ane Santesteban assinou um contrato válido por 1 temporadas com a Mitchelton-Scott, ela que vestiu as cores da Ceratizit-WNT em 2019 e 2020. Foi vice-campeã nacional de estrada e 7ª recentemente no Giro Rosa, o que mostra bem as suas qualidades como trepadora. A Mitchelton-Scott deve anunciar mais reforços tendo em conta que perdeu Annemiek van Vleuten para a Movistar.




, , , , , , ,