César Fonte lidera dobradinha de Kelly/Simoldes/UDO em Lamego, José Neves aguenta a amarela

Dia final do Grande Prémio Douro Internacional, uma dura e complicada em circuito feita na cidade de Lamego. José Neves partia de amarelo mas com uma missão muito complicada, a de defender sozinho a liderança da competição. António Carvalho era o seu maior rival e decidiu atacar desde o quilómetro inicial, integrando a fuga do dia.




Mesmo num grupo numeroso de 15 elementos, a vantagem nunca superou o minuto e meio, devido aos muitos interesses no pelotão. José Mendes, Emanuel Duarte  e Gonçalo Leaça foram os ciclistas que deram mais luta, ainda receberam a companhia de vários nomes vindo do pelotão a 40 quilómetros do final mas também esta fuga foi anulada.

A pouco mais de 20 quilómetros da chegada, César Fonte decidiu aventurar-se em solitário e o veterano da Kelly/Simoldes/UDO viu a sua aventura ser premiada. Não sendo um perigo para a geral, Fonte foi ganhando espaço e, no final celebrou o triunfo, o primeiro da temporada. A 28 segundos, Luís Gomes foi 2º, dando a dobradinha à Kelly/Simoldes/UDO. Jesus del Pino e Delio Fernandez também chegaram neste grupo.



A 1:30 chegaram quase todos os homens da geral, com José Neves incluído, o que lhe garantiu o triunfo final na geral do Grande Prémio Douro Internacional. António Carvalho foi 2º, a 15 segundos, e o ataque na etapa valeu a Délio Fernandez o 3º posto.

Nas classificações secundárias, André Cardoso venceu a montanha, Bruno Silva os pontos, Pedro Silva a juventude, Hugo Nunes as metas volantes e as metas autarquias, Luís Gomes, José Mendes os pontos quentes e Iñigo González foi o melhor das equipas amadoras. A Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel ganhou coletivamente.

Results powered by FirstCycling.com

Foto: FPC

, , , , , , , , , , ,