Efapel volta a iniciar temporada na Colômbia

A experiência em 2019 foi positiva e a Efapel decidiu voltar ao Tour of Colombia 2.1, repetindo assim o começo de época do ano passado. A competição colombiana vai decorrer de 11 a 16 de Fevereiro, terá 5 etapas em linha e 1 contra-relógio colectivo e contará com 6 equipas do World Tour e estrelas como Julian Alaphilippe, Miguel Angel Lopez, Fabio Aru, Sergio Higuita ou Bob Jungels.




Tal como em 2019 a Efapel marcará presença e a formação agora comandada por Ruben Pereira até já revelou os eleitos, sendo eles Nicolas Saenz, Gerard Armillas, Joni Brandão, Rafael Silva, César Fonte e António Carvalho, apenas Joni Brandão e Rafael Silva são repetentes. Uma prova disputada maioritariamente em altitude e que é uma boa preparação para o resto da temporada, em 2019 Marcos Jurado foi o melhor elemento da equipa no 80º posto da classificação geral.

A Efapel pretende “ter um calendário mais alargado e marcar presença noutros países”, menciona Ruben Pereira no comunicado da equipa, daí também o alargamento do plantel, com o intuito de correr em 2 provas ao mesmo tempo. Com a Volta ao Algarve a começar dia 19 de Fevereiro e a competição colombiana a terminar dia 16 desse mês é provável que alinhem no Algarve os ciclistas que não forem à Colômbia.




Esta presença na América do Sul faz ainda mais sentido que no ano passado devido à incorporação de Nicolas Saenz no plantel, um reforço proveniente da Manzana Postobon. Pelo que sabemos a aposta da Efapel num calendário mais internacional é consistente e substancial e pode traduzir-se na presença em provas europeias de alto gabarito e com muita montanha, como é o caso da Volta a Áustria, o que é sempre de salutar.


, , , ,