“O Giro 2019 vai ter um dos percursos mais duros de sempre”

Ontem decorreu a apresentação da Grande Partida do Giro 2019 em Bolonha, cidade que vai precisamente receber o início da Grande Volta a 11 de Maio do próximo ano. A região de Emilia-Romagna, onde se insere Bolonha, estará recheada de ciclismo em Maio, para além da 1ª etapa e da partida para a 2ª etapa, o Giro volta mais tarde a estas estradas, percorrendo-as nas etapas 9, 10 e 11. Ao todo foram revelados os perfis de 3 jornadas.




A Volta a Itália irá começar com um esforço individual de 8200 metros, bem duros, com a subida ao Santuário de San Luca a coincidir com a meta. Serão cerca de 2000 metros a 10%, o que deixará os puros especialistas em contra relógio nada felizes. Esta é uma ascensão histórica, já foi ultrapassada por diversas vezes e é também conhecida pelas bonitas imagens que permite.

Será um Giro que vai ter 2 contra relógios individuais, o segundo deles precisamente na 9ª etapa, junto a Bolonha. Os 34700 metros entre Riccione e San Marino também são tudo menos fáceis. Após 22,2 kms praticamente planos surge uma subida de 5.7 kms a 6.1% e os últimos 2500 metros até San Marino voltam a ser novamente com a estrada a empinar.

Por fim, foi ontem também revelada a 10ª etapa, 147 quilómetros totalmente planos entre Ravenna e Modena, um clássico dia para os sprinters mostrarem o que sabem fazer melhor. Para além disso, a cidade de Carpi irá receber a partida da 11ª etapa.

Portanto, basicamente, há 2 contra relógios na próxima Volta a Itália, mas na verdade não há quase nenhum. Ambos apresentam uma dureza assinalável, o que permitirá aos puros trepadores abater diferenças sobre aqueles que melhor de adaptam à “cabra”. Para além disso, em declarações prestadas à imprensa, o director da RCS (empresa encarregue da organização do Giro) Mauro Vegni disse expressamente que este Giro 2019 vai dos mais duros de sempre, estão desenhadas 3 etapas com mais de 5500 metros de desnível, algo que é muito raro vermos no ciclismo actual, nas Grandes Voltas. Tudo indica que teremos um Giro espectacular e onde os puros trepadores terão vantagem.



, , ,