Patrick Lefevere marca posição relativamente ao futuro de João Almeida

Na semana passada noticiamos o interesse da UAE Team Emirates em João Almeida, algo que foi confirmado pelo seu empresário, o português João Correia. Uma semana depois, e em declarações ao CyclingNews, Patrick Lefevere já veio reagir.



O responsável máximo da Deceuninck-QuickStep disse, com palavras pouco amigáveis que “primeiro tenho que ler essa porcaria que pessoas como vocês escreveram. Mas ele tem contrato e não há maneira nenhuma de o deixar ir embora”.

“Falei com o empresário dele (João Correia) e ele não queria falar sobre o próximo ano ou o futuro. Ele não queria nenhum bónus, não queria nada e uns meses depois diz-se que a UAE está interessada …”, continuou a disparar o belga, fazendo duras críticas a João Correia.



Lefevere afirmou, ainda, que “eles merecem ser punidos por isto porque não se pode falar com ciclistas que tenham contrato em vigor! Se um ciclista faz um contrato para 2022, torna-se injusto para a equipa onde ele está a competir. Como podes correr bem quando sabes que vais sair para outra equipa? Ele fica de certeza.” No final da sua entrevista, o manager belga ironizou toda a situação: “Se me pagarem dois milhões podemos conversar.”

, , , , ,