Tim Wellens volta a bater armada da Astana e reforça liderança na Andalucia

Jaén recebeu o contra-relógio da edição deste ano da Vuelta a Andalucia, com um percurso bastante ondulado, onde não existia nem um metro plano, pois ou se subia ou se descia. O último a partir foi também o mais rápido em prova, ou seja, o líder Tim Wellens foi o vencedor.



O belga conseguiu a segunda vitória em três dias de prova e a vitória foi conseguida mesmo à justa. A Astana continua a andar a grande nível e completou o pódio da etapa. Jakob Fuglsang ficou a apenas 2 segundos e Ion Izagirre a 9, o mesmo tempo do 4º classificado, Steven Kruijswijk.

No top 10, destaque para Adam Yates que esteve a um nível mais aproximado do seu, depois de um primeiro dia para esquecer. Jack Haig voltou a defender-se muito bem e a Mitchelton-Scott ainda colocam um 3º ciclista no top 10 (Simon Yates), tal como a Astana (Pello Bilbao).

Desta forma, Wellens reforçou a liderança da geral, agora com 7 segundos de vantagem para Fuglsang e 14 para Izagirre. Tudo em aberto para o que resta, já que falta uma etapa muito dura e a Astana a ter várias cartas a jogar.

Em relação aos ciclistas portugueses, José Fernandes foi 31º a 1:39, subindo a 107º na geral, ao passo que Ricardo Vilela foi 45º a 1:55, estando, agora no 29º posto.




, , , , ,