Wout van Aert em modo foguete vence a 20ª etapa do Tour

Penúltimo dia de Tour, contra-relógio individual de 30 kms e alguma expectativa para ver se Tadej Pogacar fazia o poker neste Tour ou se tínhamos novo vencedor em etapa. Os primeiros candidatos ao triunfo ou, pelo menos, aspirantes a candidatos eram os jovens Mikkel Bjerg e Stefan Bissegger, que chegaram com 36:45 e 36:37, respectivamente, com o suíço a ficar na liderança algum tempo.




Bissegger só foi destronado por Kasper Asgreen, o dinamarquês ampliou a sua vantagem na fase final, passando de 6 para 23 segundos, concluindo o percurso a mais de 51 km/h de média. Stefan Kung começou mais rápido do que Asgreen, mas quebrou na fase final, para terminar a 17 segundos do corredor da Quick-Step.

A situação manteve-se assim até à chegada do furacão chamado Wout van Aert. O belga da Jumbo-Visma pulverizou todos os registos nos pontos intermédios e quebrou a barreira dos 36 minutos, terminando com 35:53, menos 21 segundos do que Asgreen. No top 10 da geral ficou tudo na mesma, foram feitas algumas aproximações, mas nenhuma troca de lugar.




Tal como no primeiro esforço individual, os melhores da classificação geral foram Tadej Pogacar e Jonas Vingegaard, só que desta vez o esloveno não venceu, ficando no 8º posto, enquanto o dinamarquês voltou a deslumbrar, finalizando no 3º lugar na etapa. Tadej Pogacar confirmou a vitória na Volta a França. Rui Costa e Ruben Guerreiro mantiveram os seus postos na geral, sendo 78º e 18º, respectivamente.

, , , , , , , , , , ,