Antevisão da 10ª etapa da Volta a Portugal

Fafe irá receber o encerramento da 80ª edição da Volta a Portugal, com um contra-relógio individual bem durinho.

 

Percurso

Para fechar as contas da classificação geral e da Volta a Portugal temos um contrarrelógio individual de 17200 metros com partida e chegada em Fafe. É um traçado duríssimo, cheio de pequenas subidas e descidas, muito técnico e que está longe de ser para puros especialistas. Diríamos que entre 5 a 6 kms do contrarrelógio é a trepar.

Favoritos

Tal como nos últimos anos devem ser os homens da geral a ocupar os primeiros lugares, com um ou outro puro especialista a intrometer-se.

Raul Alarcon ganhou hoje e vai querer ganhar amanhã. O espanhol da W52-FC Porto está em grande forma física e mais motivado que nunca. Quer acabar a Volta em beleza, mas contra ele tem a vantagem já considerável que dispõe sobre os seus rivais, com 1 minuto não precisa de arriscar nas descidas. Foi 2º no contrarrelógio da Volta em 2016 e 2017.

Domingos Gonçalves também tem a vitória debaixo de olho, campeão nacional da especialidade, tem aqui um percurso que lhe assenta que nem uma luva. Os pequenos topos exigem alguma explosão, algo que Domingos tem de sobra.

 

Outsiders

Gustavo Veloso não se apresentou na Volta a Portugal ao nível das outras temporadas, especialmente na alta montanha, pois nos outros terrenos fez um trabalho meritório para os seus colegas. Tem sido o dominador dos contrarrelógios na Volta e ainda tem alguma explosão.

Rafael Reis foi o vencedor do prólogo e terá aqui outra oportunidade de ouro. Tem a vantagem de não ter ido completamente ao limite em alguns dias, como foram alguns ciclistas da classificação geral. O ciclista da Caja Rural gostaria de um percurso mais plano.

Alejandro Marque é outro bom especialista em contrarrelógio e tem amanhã a sua derradeira chance para alinhavar uma etapa. Todos os ciclistas do Sporting/Tavira irão dar o tudo por tudo por causa da classificação colectiva.

 

Possíveis surpresas

Todos os ciclistas que estão na luta pelo pódio, nomeadamente Joni Brandão, Edgar Pinto e Vicente de Mateos, devem andar bem, vemo-los dentro do top 10, mas sem grandes hipóteses de vitória. Como já dissemos, a luta entre a W52-FC Porto e o Sporting/Tavira está ao rubro, estando separadas por somente 2 segundos. Portanto, é de esperar bons tempos de João Rodrigues, Ricardo Mestre, Aleksandr Grigorev e talvez Rinaldo Nocentini. Sérgio Paulinho não parece estar na forma para competir pela vitória, mas o top 10 é possível e ciclistas como Daniel Silva e João Benta também se defendem bem nesta arte. O melhor das equipas estrangeiras deverá ser Krister Hagen.

 

Super-Jokers

Os nossos Super-Jokers são Oscar Rodriguez e João Matias. Kyle Palmieri Authentic Jersey scarpe nike air max

, , , , , ,