As novas cores do pelotão internacional para 2022

A nova temporada, para além de novas caras em novas equipas, significa também a mudança de equipamentos. A expectativa é sempre muita para vermos os reforços com as suas novas cores e no artigo que se segue iremos passar os olhos pela vestimenta das principais equipas do pelotão.



Começando pelos portugueses, vamos até a UAE Team Emirates de João Almeida, Rui Costa, Rui Oliveira e Ivo Oliveira. As mudanças são praticamente nulas, a grande curiosidade estava em vermos o ciclista das Caldas da Rainha com o seu novo equipamento.

Já a Movistar de Nelson Oliveira alterou o seu equipamento, trocou o azul celeste por um azul bastante mais escuro, deixando o azul claro em pequenas listas na camisola. Também a Cofidis de André Carvalho decidiu mudar por completo o seu equipamento. Depois de muitos anos com o mesmo figurino, o vermelho e branco inverteram papéis, com o branco a passar para a parte superior e o vermelho para a parte inferior da camisola, com calções pretos.

Uma das grandes mudanças surge na BORA-Hansgrohe, a formação alemã tornou o seu equipamento mais escuro, com diversos tons de azul, mas também com preto e vermelho é mistura, bastante arrojado. Outro equipamento que sofreu grandes alterações foi o da Team BikeExchange, sendo agora em tons de azul, no tradicional degrade, passando de azul escuro em baixo para azul claro em cima, até se tornar branco na gola. Uma mudança drástica e que faz recuar os fãs mais antigos da modalidade aos tempos da Gerolsteiner.



A saída da Deceuninck não fez alterar muito o equipamento da Quick-Step Alpha Vinyl, o azul permanece a cor predominante, apenas as mangas e a gola passaram a branco, num equipamento mais recheado de patrocinadores. A Lotto Soudal abandonou o preto na parte das mangas/golas, tornando em vermelho, num equipamento vermelho intercetado com a lista branca a meio onde estão os nomes dos principais patrocinadores.

A Bahrain-Victorious pouco alterou, tornando a parte de baixo da camisola mais vermelha, retirando o preto. Já a INEOS Grenadiers seguiu a moda dos últimos anos, com o degrade, permanecendo com o azul escuro no centro no entanto as mangas são, agora, vermelhas. A Intermarché-Wanty manteve as cores, apenas alterou o padrão, ficando uma das mangas amarelo fluo e outra azul, ao invés de ambas as cores.



A chegada da Premier Tech à equipa da Israel permitiu tornar o equipamento mais claro, no entanto, à primeira vista, as mudanças não são muito visíveis. Poucas mudanças também sofreu o equipamento da Jumbo-Visma, apenas as mangas deixaram de ser pretas para seguirem o resto do equipamento, ou seja, amarelas. Quem também trocou as cores das mangas foi a Trek-Segafrado, deixando o azul para ficarem brancas, tal como a maioria do equipamento, transparecendo um equipamento mais clean.

As equipas da AG2R Citroen, Astana Qazaqstan, Groupama-FDJ e Team DSM mantiveram os seus equipas inalterados, apostando na continuidade.

, , ,