Clube Desportivo FullRacing (ex-Efapel) anuncia os novos patrocinadores para 2022

Decorreu esta tarde, no Luso, uma das conferências de imprensa mais aguardadas do panorama nacional, a apresentação dos novos patrocinadores do Clube Desportivo FullRacing. Após 11 temporadas com o patrocínio da Efapel, 10 deles como patrocinador principal, a formação de Águeda revelou os novos sponsors.




A partir de 2022 o naming da equipa será Glassdrive-Q8-Anicolor Cycling Team e logo à primeira vista são nomes bem conhecidos no ciclismo português. Em relação à Glassdrive, o mais sponsor, é um regresso à estrutura liderada por Carlos Pereira, uma vez que foi patrocinador secundário da FullRacing entre os anos de 2012 e 2014. Também o nome Anicolor não soa estranho aos seguidores mais atentos da modalidade, durante muito tempo associada a uma equipa sub-23, liderada pelo falecido Pedro Silva no Velo Clube Centro.

Foi um Carlos Pereira visivelmente emocionado que discursou e respondeu às perguntas da imprensa presente, num momento marcante, de claro virar a página. Começou por agradecer ao engenheiro Américo Duarte, um final de uma ligação de mais de uma década, com muitos sucessos pelo meio. A nova parceira tem uma visão a médio prazo, num horizonte de 3 a 4 anos, onde o triunfo na “Grandíssima” estará nas cogitações.




Por isso mesmo, o timoneiro do Clube Desportivo FullRacing considera esta equipa um projecto único, que foi crescendo nas últimas épocas, culminando numa excelente temporada e numa grande Volta a Portugal em 2021, com diversos triunfos em etapa e com Maurício Moreira muito próximo da vitória final.

Falando em plantel, já tinha sido revelado que será praticamente o mesmo, uma das saídas será André Domingues, sendo que a continuidade de alguns dos corredores mais em destaque como Mauricio Moreira, Frederico Figueiredo, António Carvalho, Luís Mendonça ou Rafael Reis está garantida. Os reforços serão poucos, a saída de jovens será compensada com a entrada de jovens, que terão oportunidade de correr fora do ambiente de pressão da Volta a Portugal. O orçamento irá rondar os 700 mil euros, o que no contexto nacional ainda é um valor relativamente elevado.

 

Foto: João Lobo

, , , , , ,