Eli Iserbyt leva a boa forma para os Estados Unidos e entra a vencer na Taça do Mundo

Começou no dia de hoje a Taça do Mundo de Ciclocrosse. Vencida por Wout van Aert na época 2020/2021, o belga não estava à partida em Waterloo para iniciar a defesa do seu título. No total, 19 provas, as primeiras três nos Estados Unidos. Com a ausência dos grandes Wout van Aert e Mathieu van der Poel, a luta estava mais aberta no entanto existia um grande favorito, o campeão da Europa Eli Iserbyt.



Num percurso de 3 quilómetros e que começou com chuva, o que veio adicionar a lama às dificuldades do dia, levando a quedas tanto de Thibau Nys e como de Quentin Hermans. Numa primeira fase foi Michael Vanthourenhout a dominar a corrida, mas Iserbyt nunca desistiu e aproveitou um pequeno erro do seu companheiro de equipa para se chegar à frente.

Na 6ª de 9 voltas, com praticamente 4o minutos de prova, e tentando acompanhar o ritmo diabólico de Iserbyt, Vanthourenhout voltava a cometer um erro, numa descida muito escorregadia, e o campeão europeu voltava a aproveitar, desta vez colocando-se na liderança da prova para nunca mais a perder. Com uma prova perfeita, o ciclista da Pauwels Sauzen – Bingoal pedalou para a 4ª vitória da temporada e para a liderança da Taça do Mundo. Vanthourenhout foi 2º, a 3o segundos, dando a dobradinha à equipa belga. O pódio ficou completo com um dos azarados do dia, Quentin Hermans, a 43 segundos.



Antes, num piso totalmente seco, tinham corrido as senhoras. Lucinda Brand e Marianne Vos deram espetáculo, numa prova que foi decidida apenas nos metros finais onde Vos se superiorizou à campeã do Mundo para conquistar a primeira vitória na Taça do Mundo desde 2019. Denise Betsema foi 3ª.

, , , , , , ,