Marc Soler regressa aos triunfos para assaltar liderança do Tour de Romandie

A chuva intensa marcou este 4º dia na Romândia. Para além da orografia complicada, os ciclistas tiveram de enfrentar condições muito difíceis, mas nem isso impediu de se formar talvez a fuga mais forte da semana até agora, com Stefan Kung, Stefan Bissegger, Charlie Quartermann, Sander Armee, Kobe Goossens, Johan Jacobs e Mathias Reutimann.




Quem assumiu a perseguição foi a Ineos Grenadiers, com ajuda da Bahrain-Victorious e da Bora-Hansgrohe de Sonny Colbrelli e Peter Sagan, respectivamente. A escapada chegou a ter mais de 4 minutos, mas foi a uma margem de 2 minutos que a formação britânica controlou grande parte da jornada. A cerca de 50 kms da meta ficaram para trás Reutimann, Quartermann e Armee na fuga, restando apenas 4 fugitivos, que entraram nos 20 kms finais com 1:15.

Kung e Goossens destacaram-se na subida a 15 kms do final, com o pelotão já no encalce, mas o campeão suíço foi ao chão na descida. Várias ofensivas ocorreram na última subida, com Michael Woods particularmente activo, o grupo reduziu imenso, apanharam Goossens, mas foi uma aceleração de Marc Soler a 10 kms da meta que fez diferença, com o espanhol a cruzar o topo da contagem de montanha sozinho, com perseguição directa de Ion Izagirre.




Izagirre foi alcançado, mas já não havia forma de apanhar Marc Soler, com o espanhol da Movistar a cruzar a linha de meta com 22 segundos sobre o grupo perseguidor, liderado por Magnus Cort e Peter Sagan. Graças a este triunfo de etapa Marc Soler também subiu à liderança da classificação geral, com 14 segundos para o duo da Ineos-Grenadiers composto por Richie Porte e Geraint Thomas. Rui Costa terminou no grupo principal, foi 10º na etapa e subiu a 10º na geral.

, , , , , , , ,